Como fazer cervejas Passo a Passo (Artesanal, Trigo e Outros Tipos)

Em busca de como fazer cerveja?

Se você pretende saber como realizar cerveja artesanal, sonha em ser um cervejeiro caseiro, ou até profissional, porém não sabe por no qual iniciar, vou esclarecer da maneira mais simples e direta o que você necessita saber para permitir o primeiro passo.

Se você pretende saber como realizar cerveja artesanal, sonha em ser um cervejeiro caseiro, ou até profissional, porém não sabe por no qual iniciar, vou esclarecer da maneira mais simples e direta o que você necessita saber para permitir o primeiro passo.

Sei que para as pessoas que está começando, ou deseja se prodigalizar no universo cervejeiro, o processamento de fabricação pode parecer muito difícil, porém prometo que vou realizar ele parecer mais simples para você. E espero que após ler este post, caso também não saiba como realizar cerveja de panela, se sinta legítimo para iniciar!

Com, vou indagar ser bem propósito. Eu diria que se você não sabe como realizar cerveja artesanal e pretende iniciar a realizar, você necessita de somente 4 negócios:

  1. Entendimento do processamento de fabricação,
  2. Equipamentos
  3. Ingredientes
  4. Prescrição

1. ENTENDIMENTO DO PROCESSAMENTO DE FABRICAÇÃO

Para esclarecer como realizar cerveja artesanal e ter entendimento do processamento de fabricação (2° artigo) é preciso supervisionar o que é uma cerveja – “Cerveja é a bebida obtida pela quantidade alcoólica do mosto cervejeiro nativo do malte de cevada e água bebível, por atuação da fermento, com dependência de lúpulo”.

Principalmente o que precisamos por isso é preparar o mosto cervejeiro, com dependência de lúpulo e inocular as leveduras (levedo) para que realizem o processamento de quantidade… Em seguida é apenas engarrafar e gelar para ingerir!

De forma esquemática podemos repartir o processamento de fabricação da posterior maneira:

Brassagem >>> Quantidade >>> Maturação >>> Envase

Vamos aos detalhes…
A) Brassagem

O processamento de preparo do mosto é chamado de Brassagem, podendo ser dividida em 6 estádios:

Moagem do malte – a ofício da moagem é arrebentar os grãos do malte para ajudar a desempenho de enzimas ao longo a brassagem.

Mosturação – o malte moído é inserido à água pré-aquecida para ativar as enzimas e converter o amido em açúcares mais baixos, fermentáveis.

Filtragem/Lavagem – o propósito desta etapa é guardar o mosto (líquido) dos grãos (bagaço) e sumarizar o máximo possível dos açúcares fermentáveis.

Alvoroço – a alvoroço serve para esterilizar o mosto e eliminar substâncias que são capazes de examinar sabores e aromas desagradáveis a cerveja, além de ser encarregado por examinar o amargor à cerveja, por intermédio da isomerização do lúpulo.

Solidão do trub – a solidão do trub, um aglutinado de proteínas e outras impurezas que não precisam seguir para o fermentador, é feita por intermédio da prática do Whirpool, um redemoinho originado pelo movimento espiroide do mosto com a uso da pá cervejeira, concentrando os sólidos do trub no centro da panela.

Resfriado – ao desligar a panela de alvoroço devemos resfriar o mosto o mais rapidamente possível. Pequenos volumes de mosto são capazes de ser resfriados em uma cuba recebendo água e algidez, porém o forma mais efetivo é usando um trocador de calor (Chiller) de banho, de placas ou de contra-fluxo.

B) Quantidade

Fermentacao

Com o mosto influenza está concluída a brasagem… Agora é momento de inocular o levedo e deixar as leveduras fazerem seu trabalho!

Ao longo a Quantidade as leveduras irão converter os açúcares em bióxido de carbono (CO2) e bebida alcoólica, além de mais subprodutos, e o resultado disso é a NOSSA CERVEJA!

A quantidade deverá acontecer em local com distração de luz e com baixa alteração de temperatura (o ideal é que possa ser usada uma geladeira ligada a um controlador de temperatura).

Via de paradigma, a quantidade leva de uma a duas semanas, dependendo do estilo da cerveja e fermento usada.

C) Maturação

Concluída a quantidade é momento de Maturar a cerveja. A maturação é bastante fundamental para um estilo da cerveja, é o tempo preciso para que ocorram alguns “ajustes” naturais no fachada visual, nos aromas e sabores da cerveja.

D) Envase

A cerveja já maturou? Por isso é momento de envasar… Vamos colocar o nosso líquido essencial em garrafas ou vasilha, para por isso carbonatar a cerveja.

A carbonatação em vasilha precisa ser forçada, isto é, introduzindo o animação de maneira estimula com a uso de rolo de CO2, enquanto a carbonatação na botija é feita pelas próprias leveduras remanescentes na cerveja, a partir de uma nova quantidade, depois de fornecimento de uma nova fonte de suavidade (priming).

Após carbonatar, a cerveja está pronta. É apenas gelar e deísta!

2. LISTAGEM DE EQUIPAMENTOS USADOS

Agora que você já teve uma visão maior parte do processamento, já podemos narrar do medianeiro artigo, no qual você vai saber a correlação de equipamentos preciso para a fabricação de cerveja artesanal.

A listagem de equipamentos para as pessoas que pretende saber como realizar cerveja artesanal pode ser muito grande e tende constantemente a reforçar de acordo com o cervejeiro vai adquirindo mais experiência e desprazer pelo passatempo.

Para favorecer a sua vida, dividi os equipamentos geralmente usados em duas categorias: indispensáveis e opcionais.

Indispensáveis – Como o nome diz, são os equipamentos fundamentais a serem adquiridos para fabricar uma cerveja de qualidade com o mínimo de controle sobre o processamento.

Opcionais – São aqueles os quais uso não é obrigatória para a fabricação, porém trazem uma diferença significativa no resultado final (cerveja pronta).

Para favorecer também mais, montei uma planilha com a listagem de materiais, separados em indispensáveis e opcionais, e com uma breve descrição de para qual propósito serve cada um desses materiais.

ORIENTAÇÃO: Uma ótima alternativa para as pessoas que pretende iniciar é adquirir kits de equipamentos prontos. Há muitas opções nas principais lojas de insumos cervejeiros. Porém aconselho assemelhar a listagem de equipamentos do conjunto com a planilha que você acabou de diminuir, pode ser que tenha que adquirir alguns equipamentos extras, e você já pode avançar o carretagem.

3. INGREDIENTES IMPORTANTES PARA A FABRICAÇÃO

No quarto artigo, vamos narrar agora dos ingredientes indispensáveis para se fabricar uma cerveja. São eles: Água, Malte, Lúpulo e Fermento.

Mais ingredientes, tais como ervas, adiado, frutos e especiarias, similarmente são capazes de ser usados, conferindo qualidades marcantes em sua cerveja.

AGUA Água – pode ser que você não saiba, porém no mínimo 95% da composto de uma cerveja é água, então, suas qualidades tem influencia muito no resultado final do produto. Dantes, a composto das oceano cervejeiras era fator-chave na qualidade e notoriedade de algumas cervejas em volta do mundo.

mALTEMalte – O malte é a essencial fonte de açúcares fermentáveis para a fabricação de cerveja. Além do malte de cevada há mais tipos de maltes e de adjuntos cervejeiros, como o malte de trigo, centeio, e sorgo, flocos de dinheiro, de aveia, de arroz e de trigo, candy sugar, mel, melaço, entre outros.

HOPLúpulo – O lúpulo é substância necessário do gosto e aroma da cerveja, além de ajudar na estabilização da baba e na sustentação da cerveja, por causa sua propriedade bacteriostática.

LEVEDURALeveduras – São as leveduras que fazem a cerveja, nós cervejeiros somente preparamos o mosto. Há dezenas de cepas de leveduras com qualidades muito distintas, cada qual mais indicada para fabricar um ou outro estilo de cerveja. Para o cervejeiro caseiro basta adotar a fermento apropriada e proporcionar as condições ideais para elas fazerem seu trabalho.

4. NO QUAL OBTER RECEITAS DE CERVEJA ARTESANAL

Agora que você sabe o processamento de como realizar cerveja artesanal e conhece os equipamentos e ingredientes importantes, chegamos ao quinto artigo: a prescrição.

Principalmente uma prescrição de cerveja possui uma listagem de ingredientes e o detalhamento dos processos a serem executados.

No início não aconselho que você se aventure em imaginar uma prescrição, sugiro pegar uma prescrição pronta, pensada e marrada por outro cervejeiro mais matriculado.

Há vários sites que disponibilizam receitas de  como fazer cerveja gratuitamente. No site do Brad Smith (formador do aplicativo cervejeiro mais empregado no mundo, o Beer Smith) tendo como exemplo, você encontra milhares de receitas de cerveja.

Você similarmente pode diminuir todas as 215 receitas das cervejas produzidas pela BrewDog (uma das mais famosas do mundo!). Eles liberaram elas para as pessoas que quiser experimentar realizar uma aproximado em casa, é apenas CLICAR AQUI e realizar o download.

Um livro legal similarmente, para as pessoas que está começando, é o do Greg Hughes – cerveja feita em casa, ele ilustra o processamento de como realizar cerveja artesanal e traz diversas receitas.

Para completar este post, quero repartir com você uma prescrição exclusiva do Zé Sepulcro, da Cervejaria Wäls, elaborada como desconto para os Filiados Premium do Concerveja, a Eléctron IPA. Eu já fiz essa prescrição e ficou formidável, realmente compensa você experimentar!!!

Bom, agora você já possui princípios de como realizar cerveja artesanal… possui uma visão maior parte do processamento, dos equipamentos e ingredientes importantes e no qual obter receitas para preparar… agora é com você, é sua utilizar a sua vigor de desejo e iniciar!!

“Por mais longa que possa ser a estirada, o mais fundamental é permitir o primeiro passo”.

Caso você tenha qualquer confusão comente aqui em baixo, e se quiser me auxiliar a propagar a cultura cervejeira no Brasil, curta e compartilhe este post.

Equipamento para fazer cerveja

Confira no vídeo qual é o equipamento ideal para fazer cerveja artesanal:

Como fazer cerveja artesanal passo a passo

Selecionamos 2 vídeos incríveis de como fazer cerveja artesanal passo a passo para você tirar todas as suas dúvidas deste processo, confira:

 

Como fazer cerveja de trigo

[nome]
[nome]
[email]
[email]
[submit]
[submit]
[submit]
[submit]
[formId]
[formId]
[return]
[return]
[formName]
[formName]