Sua Ideia De Negócio É Boa? A Resposta Definitiva!

É difícil uma vez que converso com um aspirante a empreendedor sem que ele não me faça uma pergunta do tipo:

  • Você acha que montar tal negócio é uma boa ideia?

E se eu lhe mostrasse algo que seja capaz de responder OBJETIVAMENTE se a sua ideia de negócio pode realmente ser uma oportunidade… Você estaria interessado?

Sim? Ótimo, Então Vamos Lá, Não Vai Doer Nada!

Por falar em doer, eu estou me recuperando de uma dor de garganta, e o médico me receitou um remédio que deveria me fazer ficar sonolento. Mas, não sei por que, estas coisas sempre têm efeito contrário comigo.

Da minha insônia às três da manhã nasce este post. :-]

Vamos combinar uma coisa? Se eu disser algo que você não gostou, colocamos a culpa no remédio, ok?! Brincadeira!… rs

Você vai descobrir aqui ↓↓↓

Descobrindo Se A Sua Ideia De Negócio É “Boa” Ou “Ruim”

Basicamente, para descobrir se uma determinada ideia de negócio é uma oportunidade de negócio para você precisamos nos aprofundar em três aspectos:

  1. As suas expectativas pessoais e financeiras com o negócio,
  2. O mercado para a sua proposta de valor (produtos e serviços) e
  3. Os números do negócio.

Primeiro, bom ou ruim é absolutamente relativo. Absolutamente relativo é ótimo!

O que é bom para uma pessoa pode ser razoável ou até ruim para outra. Por isso, antes de responder se a sua ideia de negócio é uma boa, é importante descobrir o que você quer com um negócio próprio.

Por exemplo, um empreendedor poderia querer gerar uma renda extra, já outro, poderia estar interessado em criar um negócio altamente lucrativo e com taxas de crescimentos acima da média.

Em outro caso o empreendedor poderia estar interessado em trabalhar junto com a família, objetivos totalmente diferentes.

Em segundo lugar, o mercado é quem vai validar se o negócio é bom mesmo. É nele que você descobre os ajustes que deve fazer nos produtos e serviços, quanto vai vender por mês e a que preço.

E, por último, o fator capaz de transformar a subjetividade do “bom ou ruim” em algo totalmente mensurável, por natureza até, os cálculos de viabilidade financeira.

LÁ VAI: SE VOCÊ QUISER DESCOBRIR SE SUA IDEIA DE NEGÓCIO É “BOA OU RUIM” VOCÊ OBRIGATORIAMENTE DEVE FAZER OS CÁLCULOS DE VIABILIDADE FINANCEIRA.

Espere Um Pouco…

Antes que você deixe esta página porque tem aversão ao termo “cálculos financeiros”, eu quero te dizer que existem maneiras de gerar estes cálculos automaticamente (no final eu te mostro) e que você não precisa saber fazê-los, aliás, ninguém normal faz estes cálculos sem ajuda.

Se você por acaso os faz, desculpe me, mas pra mim você é um anormal, quem sabe um superdotado.

Claro, estes cálculos financeiros são baseados nas suas previsões do mercado e para dizer se o resultado é “bom” ou não você utilizará seus parâmetros pessoais (seus objetivos pessoais com um negócio próprio).

Dito Isso, Veja Agora…

Os 4 Indicadores Financeiros E 1 Ferramenta Capazes De Decifrar O Enigma Da Boa Ideia

1 – A Lucratividade

Para entendermos o conceito de lucratividade primeiro é preciso saber o que é lucro. Basicamente, o lucro é o que sobra do faturamento depois de pagar as despesas do negócio.

LUCRO LÍQUIDO = RECEITAS – DESPESAS

Na verdade, o lucro tecnicamente falando, de acordo com a lei 6404/76, tem a fórmula bem grande e foge do nosso objetivo aqui, por isso, eu não vou entrar nos detalhes. Se você quiser saber mais, neste link tem a fórmula completa da DRE e ao final você verá o termo “resultado líquido”, que é o mesmo que “lucro líquido”

Mas eu já te adianto que você não precisa saber esta fórmula ENORME para avaliar financeiramente uma ideia de negócio.

Minha intenção aqui é te dar informações práticas e úteis para seu objetivo e não lhe sobrecarregar com informações que talvez você nunca use.

Entendido o lucro com as devidas ressalvas, a lucratividade de um negócio nada mais é do que seu lucro líquido dividido pelo faturamento com a venda de produtos e serviços.

Cada mercado tem suas taxas de lucratividade, mas em média, uma empresa deveria lucrar entre 10% e 15 %.

Veja a fórmula da lucratividade:

LUCRATIVIDADE = (LUCRO LÍQUIDO / RECEITA LÍQUIDA) X 100

Por exemplo: Se a previsão de lucro e de faturamento fossem respectivamente 10 mil e 50 mil por mês, a lucratividade seria 10 mil / 50 mil = 20%.

2 – Você Conhece O ROI?

Não Este Roy!

Estou me referindo ao ROI com “i”: do inglês “Return Over Investment” ou Retorno Sobre o Investimento, que também pode ser chamado de rentabilidade.

Iniciar um negócio próprio é um investimento assim como aplicar o dinheiro no banco ou comprar um imóvel.

No caso de um imóvel, por exemplo, a rentabilidade é o valor do aluguel que você recebe (menos impostos), dividido pelo valor do imóvel.

Em um negócio próprio, a rentabilidade é o rendimento do capital investido (o lucro líquido) dividido pelo total do investimento.

A Fórmula do Retorno Sobre O Investimento:

RENTABILIDADE = (LUCRO LÍQUIDO / INVESTIMENTO TOTAL) X 100

Por exemplo, você investe 100 mil para montar uma empresa e depois de tirar o seu pró-labore a empresa lucra 10 mil. Desta maneira, a rentabilidade do capital investido na empresa é 10 mil / 100 mil = 10%.

A rentabilidade é o que te faz abrir um negócio ao invés de investir no tesouro direto, por exemplo.

3 – Ponto De Equilíbrio

Este indicador é importante para você saber qual o mínimo que você precisa vender mensalmente para não ficar no vermelho. Esse é um número que todo empreendedor deveria ter em mente ao iniciar um negócio.

O ponto de equilíbrio pode ser calculado em número de unidades vendidas ou em reais. Em uma loja de roupas, por exemplo, o ponto de equilíbrio poderia ser vender R$ 20 mil ou 200 peças de roupas por mês.

Você pode ter, inclusive, uma estimativa diária de quanto precisa vender, o que aumenta o sentimento de segurança, já que você não precisa esperar o final do mês para saber se o negócio vai bem ou não.

Fórmula Do Ponto De Equilíbrio Em Reais:

PONTO DE EQUILÍBRIO = CUSTO FIXO / MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO PERCENTUAL

4 – Payback – Prazo De Retorno Do Investimento

Este nada mais é do que o tempo que o negócio consegue se pagar. Quanto mais rápido, melhor é o investimento. Bons projetos deveriam se pagar em até dois anos.

Eu tento manter o foco, mas está difícil, é oportuno, prometo! Acho que é efeito do antialérgico. :-]

Às vezes eu vejo ofertas de franquias onde o retorno do capital (payback) acontece em cinco anos e o contrato também termina em cinco anos. Ué… espere aí…

Durante cinco anos você faz retiradas mensais a título de pagamento do seu pró-labore, seu salário. Ao final deste período é quando você deveria recuperar o capital investido, seu retorno financeiro de verdade, e continuar com o negócio.

Mas nesta hora seu contrato com a franquia também termina e, se você quiser continuar com a marca, é preciso reinvestir para renovar o contrato.

Já que o único dinheiro que você retirou do negócio foi seu salário mensal para administrá-lo, então você não comprou uma franquia. Você arriscou seu dinheiro para comprar um emprego? :-/

Se é este o seu caso, verifique a COF e o contrato da franquia em questão para se certificar. E faça também os cálculos financeiros, normalmente, como se você estivesse montando um negócio independente.

Voltando Ao Payback…

Na prática, você pode descobrir o tempo de retorno do seu investimento apenas somando o lucro de cada mês (se a projeção estiver mostrando prejuízo, você deve abandonar a ideia, claro!) até atingir o valor investido no negócio.

Por exemplo, se o seu negócio lucra 5 mil reais ao mês e você investiu 40 mil, o payback seria de 8 meses. Somando os 5 mil de lucro a cada mês, em 8 meses você recuperaria o valor do investimento.

Essa é uma amostra de retorno financeiro de um negócio muito bom, quase utópico.

A Fórmula do Payback (caso você não queira fazer pela maneira acima):

PAYBACK = INVESTIMENTO TOTAL / LUCRO LÍQUIDO

Você pode me dizer: “Está bem, mas o negócio não tem lucro igualmente todos os meses. Em alguns meses ele vai lucrar 4, 5, 8 mil. Sempre haverá variações positivas e negativas”. Elementar, meu caro Watson.

É justamente por não haver esta linearidade que existe uma ferramenta chamada Fluxo de Caixa Descontado. Nele você analisa as previsões de entradas e saídas em um espaço de tempo, normalmente de 5 anos.

1 – A Ferramenta: O Fluxo De Caixa Descontado

Esta ferramenta registra as previsões de entradas e saídas no caixa da futura empresa, o lucro (ou prejuízo) e os investimentos ao longo de vários períodos.

Baseado nestes números é possível avaliar o valor da empresa hoje, caso ela existisse. Meio estranho, não é? Mas é isso mesmo!

Você faz as previsões de quanto a empresa venderia, dos impostos, custos, juros do capital investido, etc. e projeta isso ao longo de 5 anos, por exemplo. Através de fórmulas financeiras, você descobre quanto a empresa valeria hoje, se as previsões se concretizarem.

O fluxo de caixa descontado é muito útil para você saber se vale a pena investir o seu dinheiro no negócio ou mesmo pegar capital de terceiros (empréstimo, sócios, investidores).

NÃO É POSSÍVEL SE FALAR EM CAPTAR RECURSOS FINANCEIROS CONSCIENTEMENTE SEM SE TER UMA PROJEÇÃO DO FLUXO DE CAIXA DESCONTADO DA IDEIA DE NEGÓCIO.

Você pode até tentar, mas certamente quem for lhe emprestar o dinheiro vai lhe requerer estas projeções, a não ser que você peça empréstimo ou faça uma sociedade com parentes e amigos, onde o risco pode ser maior, pois você poderá perder os amigos e a confiança da família.

Para os profissionais do financeiro, eu não vou entrar no VPLTIRTMA, EBITDA e Máxima Exposição do Caixa por dois motivos. Eu fugiria do escopo deste texto e o artigo ficaria muito extenso.  :-]

Tanto o fluxo de caixa descontado como vários outros indicadores de viabilidade de um negócio você encontra nas planilhas Seu Negócio Lucrativo. Elas também fazem parte do Kit Novo Negócio…

Aqui Você Vê Várias Outras Telas Do Nosso Simulador De Negócios, Confira.

Para Finalizar…

Recapitulando, nós vimos que para saber se uma ideia de negócio é oportuna para você, nós devemos analisar por três ângulos:

  1. As suas expectativas financeiras e pessoais com o negócio,
  2. O mercado para a sua proposta de valor (produtos e serviços) e
  3. Os números do negócio.

Embora embasado nos seus objetivos e no mercado, são estes últimos, os cálculos financeiros, que têm o poder de lhe dizer objetivamente se a sua ideia de negócio vale a pena.

POR MAIS QUE VOCÊ PERGUNTE A SEUS AMIGOS, PARENTES OU ESPECIALISTAS EM NEGÓCIOS, NENHUM DELES TÊM CONDIÇÕES DE LHE DAR UMA RESPOSTA OBJETIVA DO POTENCIAL DA SUA IDEIA DE NEGÓCIO. INFELIZMENTE, APENAS OS CÁLCULOS FINANCEIROS TÊM ESTE SUPERPODER.

Lembre-se: Mais importante do que convencer possíveis investidores, é  você se convencer de que o negócio é uma boa ideia.

Neste Momento Eu Sei Que Você Pode Estar Pensando:

“Como Eu Vou Fazer Estes Cálculos Financeiros?”

Realmente, você tem razão em pensar desta maneira. Seria quase impossível para alguém que não é um profissional da área fazer estes cálculos financeiros corretamente.

Cálculos Automáticos de Viabilidade!… Agora sim!

Acalme-se, pois pensando justamente nesta dificuldade de 99,9% das pessoas, disponibilizamos junto com o Guia Como Abrir Um Negócio as planilhas para você fazer estes cálculos financeiros automaticamente apenas preenchendo os números do negócio.

Você preenche os números e, ao final, vê o resultado da sua ideia de negócio. É muito prazeroso, como dar uma espiadinha no futuro da sua ideia de negócio.

Espero sinceramente que você tenha gostado do artigo. Deixe seu comentário abaixo, pois sua opinião é muito importante para que eu possa produzir o conteúdo que você deseja… Agora acho que o remédio está fazendo o efeito esperado… até nosso próximo artigo…

Um forte abraço!

O mercado de self storage e guarda móveis no Brasil

O mercado de self storage e guarda móveis no Brasil

Com os imóveis cada vez menores, as pessoas têm enfrentado um problema cada vez mais crescente: a falta de espaço para armazenar móveis, objetos e até documentos. Por causa disso, surgiu um novo mercado: o guarda móveis ou self storage, que são galpões, ou boxes, que podem ser alugados para armazenar suas coisas.

Os galpões variam no tamanho (1 m² a 100 m²) e podem ser alugados mensalmente. É comum que eles fiquem em lugares de fácil acesso. O termo “guarda móveis” não é o preferido entre os empresários do ramo, já que não transmite a ideia de proximidade do meio urbano.

Empresas e pessoas usam o self storage para diferentes fins: pessoas costumam guardar móveis durante uma reforma ou itens que não são usados com tanta frequência, como enfeites de Natal ou bicicletas. Já as empresas costumam guardar arquivos antigos ou estoque, por exemplo. As lojas online também têm recorrido bastante a esse serviço para armazenar todo o seu estoque, além de pequenas empresas, que geralmente não dispõe de um lugar adequado para guardar equipamentos eletrônicos, documentos e inventários.

A facilidade de alugar um galpão é um ponto bastante positivo. Não é preciso muita burocracia e com apenas alguns documentos pessoais e comprovante de residência você fecha o negócio. Você paga antecipadamente pelo serviço, cerca de R$ 90,00 o metro quadrado por mês. A altura do galpão é de 3 metros. O valor do metro quadrado diminui se você alugar uma área maior.

A empresa não tem acesso ao galpão que foi alugado e o cliente tem seu próprio cadeado. O cliente precisa informar apenas um valor médio de todos os objetos armazenados para que seja feita uma apólice de seguro.

Não é muito complicado ter esse tipo de negócio. Você precisa investir em monitoramento, segurança e poucos funcionários, tanto para atendimento ao cliente quanto para a manutenção do lugar. Isso não quer dizer que o investimento não seja alto, já que o custo imobiliário exige capital para abertura e manutenção do negócio. A parte mais difícil é encontrar bons galpões dentro das cidades.

Também é preciso investir capital em marketing, já que não é todo mundo que tem conhecimento sobre o conceito guarda móveis ou self storage. As pessoas passam a valorizar muito mais o negócio depois que entendem o que é, o conceito e como funciona.

A maioria desses galpões fica no Estado de São Paulo e a oferta tem aumentado cada vez mais. A Metrofit, fundada em 2012, fruto de uma joint venture entre o grupo TRX e a Metro Storage, é uma renomada empresa no setor de espaços para armazenamento de documentos e objetos de pessoas físicas ou jurídicas. Em 2015, a MetroFit Santo André foi eleita a melhor operação de self storage do mundo pelo prêmio norte-americano Best New Facility of the Year. Sua principal missão é proporcionar aos clientes uma locação imediata de espaços em ambientes urbanos. Tudo com muita tranquilidade, confiança e segurança.

Como ter sucesso em seus negócios?

Como ter sucesso em seus negócios?

Montar o seu próprio negócio é o sonho de milhares de brasileiros. Alguns são motivados pelo sonho de trabalhar sem patrão e outros precisam dar o primeiro passo na montagem da sua empresa em função de dificuldades de conseguir um emprego formal de carteira assinada.

 

Independente da motivação, um fato marcante em nosso país é o elevado número de empresas que fecham logo no seu primeiro ano de vida por diversas razões como, por exemplo: falta de conhecimentos sobre o gerenciamento de um negócio, dificuldades em conseguir empréstimos e financiamentos para alavancar o negócio e medo de arriscar e fracassar.

 

Entretanto, apesar desse cenário aparentemente desanimador, o Brasil ainda é um país considerado como entusiasta do empreendedorismo uma vez que ousadia e espírito motivacional são consideradas duas características presentes em boa parcela da população de nosso país.

 

Portanto, se você tem o sonho de abrir seu próprio negócio e controlar as decisões da empresa na qual trabalha, saiba que existem algumas dicas básicas fundamentais para te ajudarem a alcançar sucesso nessa jornada. Desta forma, é hora de tomar coragem e deixar o medo de lado!

1- Conhece-te a ti mesmo

 

Este é um dos ditados gregos mais famosos do mundo e deve ser aplicado logo no início da sua jornada. Afinal, você precisa ter autoconhecimento para saber exatamente em quais áreas poderá obter maior êxito.

2- Invista em conhecimento

 

Para os iniciantes no mundo dos negócios é fundamental investir em conhecimento e preparo, como por exemplo a leitura de livros e estudos relacionados ao nicho de atuação e a realização de cursos ligados às áreas de empreendedorismo e gestão de empresas.

 

Muitos medos e incertezas serão superados simplesmente com a obtenção de informações de qualidade. Portanto, não negligencie estas primeiras etapas na montagem de um negócio.

3- Seja perseverante e determinado

 

As pessoas que conseguem sucesso no empreendedorismo geralmente são aquelas que não desistem quando surgem as primeiras adversidades e aprendem a ser resilientes, ou seja, se recuperar dos tombos e voltar ainda mais fortes.

4- Tente conciliar uma atividade rentável com uma atividade prazerosa

 

Montar um negócio somente porque ele parece ser rentável financeiramente é um erro cometido por muitos empreendedores de primeira viagem. Com o passar do tempo e o aumento das dificuldades, um trabalho penoso será mais um motivador para você abandonar a empresa.

 

Portanto, é essencial que você busque também uma atividade na qual você sinta prazer em trabalhar, pois as chances de sucesso serão amplificadas neste caso.

5- Caso precise de crédito para alavancar a empresa, pesquise as menores taxas de juros

 

Infelizmente, o crédito em nosso país é um dos mais caros do mundo e este fator desanima muitos empreendedores que precisam de dinheiro emprestado para alavancar os negócios de sua empresa.

 

Sendo assim, se você se encontra nesta situação é muito importante que faça diversas pesquisas para comparar as diversas linhas de financiamento e/ou empréstimos para empresas. Nunca aceite o crédito de um banco ou financeira sem antes comparar com no mínimo outras três instituições.

 

Este conselho também se aplica a empréstimos pessoais. Com o avanço da internet, muitas empresas oferecem crédito online com taxas de juros muito mais atrativas do que aquelas oferecidas pelos grandes bancos. Portanto, cuida também das suas finanças pessoais para que isto não atrapalhe as finanças de seus negócios.

 

Esperamos que estes simples conselhos possam te ajudar a ter êxito no mundo dos negócios e que você consiga realizar seus sonhos com a montagem de uma empresa de sucesso!

Por que se preocupar com a comunicação visual do seu negócio?

Bem ou mal trabalhada, o fato é que a comunicação visual já existe no seu negócio em diversas frentes. As fotos, imagens, vídeos, placas informativas, ilustrações e outros recursos que utiliza nas redes sociais, dentro do seu site e até mesmo no ponto de venda, estão associados a ela.

Assim, pode-se entender que a comunicação visual abrange todos os tipos de recursos que podem informar algo somente com um olhar. Uma técnica que sintetiza diversas mensagens por meio de peças visuais.

Como utilizá-la a favor do seu negócio? Continue a leitura para saber por que você deve se preocupar com a comunicação visual!

Para que serve a comunicação visual?

A partir da comunicação visual, é possível facilitar o entendimento de informações, além de torná-las mais atrativas, pois utiliza cores, desenhos e ícones para substituir frases que explicam os detalhes do que se quer expressar. Porém, a maior força da comunicação visual é a conexão. A partir dela, é possível associar sentimentos, valores e posicionamentos a pessoas e marcas, de forma mais intensa e rápida do que um texto escrito.

A comunicação visual é facilmente exemplificada se pararmos para pensar em um coração ou uma garrafa de vidro de refrigerante com uma tarja vermelha no centro. Ainda que nada esteja escrito, sabe-se que o primeiro é um símbolo para o amor e o segundo para a maior marca de refrigerantes do mundo.

Essas formas de alusão a que estamos acostumados não surgiram do nada. Alguém teve a ideia, que foi assimilada pelos demais, e então se tornou um consenso geral, como é o caso do coração (que, inclusive, não tem similaridade com o formato anatômico do órgão humano).

Um trabalho complexo

Em um contexto altamente midiático, a criatividade para fazer mais marcas terem sua existência e identidade reconhecidas pelo público se tornou um trabalho complexo. Ao mesmo tempo em que seu potencial aumentou significativamente com as mídias digitais, facilmente compartilhadas e acessadas. Visto isso, é preciso olhar para a comunicação visual com a devida importância, quando está claro que ela ajuda os compradores a criarem um vínculo, uma opinião e uma lembrança da empresa.

Como beneficiar seu negócio com a comunicação visual?

O desenvolvimento da identidade visual é o primeiro passo dessa categoria da comunicação. Porém, lembre-se que ela reflete algo, não sendo um fim em si mesma.

Ou seja, é preciso ter clara a missão, a visão, os valores da empresa, bem como o perfil dos clientes, pois a partir daí, serão trabalhadas ideias que transmitam tal posicionamento. Ninguém faz uma funerária com o logo de sorriso por exemplo, mas há mais a ser explorado do que somente a cor preta, e isso só poderá ser desenvolvido se os gestores do negócio tiverem clareza quanto às diretrizes citadas.

A logomarca, apesar do protagonismo, não está sozinha na missão de fazer a empresa ser notada e guardada. Todas as referências que constam nela (fonte, cores, formas, ilustrações e sentimentos que procura expressar) devem ser desdobradas nas demais articulações da empresa.

Dessa forma, indiretamente, toda a simbologia feita sobre o negócio se reforça dentro do ponto de venda. Isso se dá por meio da cor e estilo dos móveis, na linguagem e característica da fonte utilizada, no site, nos posts, nos avisos e conteúdos produzidos e nas fotos escolhidas para figurarem os posts. Assim, aos poucos, consegue-se conquistar esse espaço dentro da memória dos compradores.

Posso utilizar a comunicação visual no Marketing Digital?

Não só pode como deve e as razões para isso são muitas. A partir das tecnologias digitais, o desenvolvimento criativo visual ganhou muitas possibilidades e agilidade. Ferramentas de criação e edição estão aí para comprovar todas as proezas possíveis.

Somado a isso, os canais se multiplicaram. Hoje, é possível divulgar banners em diversos portais pelo Google, possuir blog próprio, redes sociais e site.

A abrangência perdeu os limites, até porque, o investimento é acessível para utilizar todas essas opções durante a execução da estratégia de marketing digital. Novas funções e recursos são lançados cotidianamente, a fim de explorar e incentivar a natureza comunicativa do ser humano que quer ser visto, valorizado, ouvido e respondido com a mesma rapidez com que emite as opiniões que tem.

A qualidade

Um ponto de atenção, contudo, é a qualidade. Há quem acredita ser possível executar sozinho todas as tarefas estratégicas, criativas e operacionais envolvidas no marketing digital.

Não é o caso! Alguém sem o conhecimento necessário e, portanto, não sabendo exatamente o que está fazendo, não pode garantir a qualidade de tal tarefa.

A criação e os desdobramentos da comunicação visual precisam de cuidados profissionais para construir a solidez desejada por qualquer marca. É um trabalho contínuo, de periódico monitoramento e reinvenção para atender às mudanças de comportamento dos compradores.

Exigências para ser ouvido

Impactar um público consumidor como o atual é completamente diferente de poucas décadas atrás. As exigências e o poder de serem ouvidos são maiores. Uma realidade que pode ser utilizada a favor da marca, quando é profissionalmente gerenciada.

A comunicação visual pode chegar rapidamente a essas pessoas que consomem muita informação, que a querem de forma clara e empática, por estar de acordo com os interesses que possui, nos formatos que mais têm familiaridade. Identificar todos esses fatores e norteá-los, de forma a beneficiar ao máximo a empresa, é uma habilidade diferente de gerenciar funcionários, prezar pela qualidade da entrega e controlar as finanças.

Ambas são talentos cruciais para empresas que querem ter reconhecimento e se estabelecer no mercado, possível apenas ao firmar uma imagem clara de si mesma e da importância que tem dentro do mercado que atua. Banalizar ou omitir a importância e atenção para a comunicação visual é deixar por conta da sorte os resultados e a experiência que o público consumidor tem com o negócio.

Ficou com alguma dúvida ou quer dar a sua opinião sobre o assunto? Deixe um comentário abaixo e até o próximo post!

Por que você deve investir em uma equipe profissional de Webdesign

 

Todo mundo que pensou em ter um site já se perguntou: será que eu preciso contratar uma empresa de criação de sites ou posso fazer isso sozinho(a)?

Nem todos os sites são criados iguais

Tudo o que você precisa fazer é visitar alguns sites para ver o que quero dizer. Existem muitos sites que não aderem a nenhum tipo de princípios de design ou diretrizes de usabilidade, ou têm muito pouco (se houver) teoria de design envolvida.

Legibilidade, alinhamento, equilíbrio, foco, simplicidade … nenhum desses é respeitado (ou mesmo considerado em alguns casos).

Você geralmente pode dizer quais foram criados por uma equipe de profissionais experientes e quais não foram.

Vejamos alguns elementos-chave que separam os amadores dos profissionais.

 

A confiança não se impõe, se adquire

O aspecto visual do seu site é mais importante do que você pode imaginar. Um surpreendente estudo afirma que 70% dos consumidores não confia em sites com projetos ruins!

Grande parte das pessoas não fariam uma compra de uma empresa com um site mal projetado. Isso é uma estatística que representa um ENORME impacto no mundo de Webdesign.

Todos os anos de experiência e profissionalismo que sua empresa trabalhou arduamente para ganhar podem significar nada para um usuário se não for refletido através de um site visualmente atraente.

Uma empresa profissional de criação de sites entende a importância desse fenômeno. Eles vêem a correlação entre o design e o nível de confiança percebidos pelos usuários e construirão um site com isso em mente para manter os visitantes envolvidos e interessados ​​em seus produtos e/ou serviços.

 

Mais do que apenas um rosto bonito

Quando você investe em serviços de uma equipe profissional de web design, você não está apenas investindo na estética do seu site e os benefícios que um ótimo design tem para oferecer, você também está investindo nas melhores práticas que afetam a experiência do usuário.

Tenho certeza de que todos nós já tivemos uma experiência online ruim. Seja porque você não conseguiu encontrar um artigo em um determinado blog ou porque não achou as informações de contato de uma empresa.

Os visitantes ficam frustrados quando não conseguem acessar rapidamente as informações que procuram ou não podem facilmente solicitar um produto, por exemplo.

Se você frustrar o seu público, eles vão sair sem fazer negócios com você, e não te indicaram para amigos ou voltarão ao seu site.

A Internet expandiu sua concorrência não apenas localmente, mas nacional e internacionalmente.

Com isso, você tem muito mais concorrentes e precisará criar um site que fará com que os usuários se envolvam e aproveitem sua experiência enquanto navegam.

Quanto mais agradável e simples a visita, mais tempo eles podem ficar e compartilhar suas boas experiências com os outros.

Então, tenha em mente …

Um site visualmente atraente afeta a forma como você é percebido pelos visitantes. Quanto mais um usuário confia em você, mais provável será ele permanecer e fazer negócios com você, ou confiar em você como um recurso para obter informações.

Não deixe seu público confuso sobre como acessar informações em seu site. Os designers experientes sabem o que funciona e o que não. É um equilíbrio entre a criatividade visual e a implementação dos princípios de usabilidade adequados.

Deve sempre haver um significado e uma explicação para cada decisão tomada no processo de design. Certifique-se de que seu site tem um apelo visual moderno e está otimizado para uma excelente experiência de usuário em todos os  dispositivos: desktop, laptops, tablets e Smartphones!

“Este é um post escrito por nosso convidado Caio Nogueira, co-fundador e desenvolvedor de sites WordPress na empresa UpSites. Apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que sejam interativas e amigáveis, Caio também aproveita o tempo livre para escrever e tocar violão.”

Programa Confiança Inabalável Funciona mesmo? Confira minha análise completa

Quer saber se o Programa Confiança Inabalável funciona? Neste artigo eu vou te explicar porque o programa confiança inabalável é o melhor curso de 2018 para conquistar a confiança que você precisa para conquistar as mulheres que você quer!

O que é o Programa Confiança Inabalável ?

É um curso online criado por Adriano Moura, especialista em desenvolimento masculino, habilidades socias e lifestyle que explica um método passo-a-passo para qualquer mulher ficar completamente louca por você, ignorar os outros e ver você como o único homem que satisfará a todos. desejos.

Você aprenderá as mensagens certas que acessam a mente das mulheres, gerando emoções poderosas. Ensina quais são os erros básicos que todo homem comete e como evitá-los, a fim de atrair toda a atenção de qualquer mulher.

Você aprende a gerar atenção, conexão, conforto e como implantar desejos nas mentes das mulheres. E você sabe o resultado? As mulheres são loucas para sair com você.

Programa Confiança Inabalável funciona mesmo ?

Deixe-me perguntar: E se este conhecimento ajuda a obtermais apenas um encontro com uma mulher interessante eatraente? Apenas um. O que isso valeria para você?

Agora, pergunte-se: se não houver mesmo uma hipótese deque este livro possa ensinar você como satisfazer uma mulheratrás da outra  e obter datas com mulheres maravilhosastanto quanto você quer? E se você realmente pode aprender aatrair o tipo de mulher ou mulheres que você sempre quis eobter esta parte da tua vida manipulada para o bem?

Quanto isso valeria para você? Mil reais? Dez mil? Mais? Paraa maioria dos homens que eu sei, seria impagável.

 a possibilidade de ter este tipo de sucesso com as mulheresseria a pena o investimento. Eu pessoalmente investiu mais detrês anos e milhares de dólares para aprender a ter sucessocom as mulheres.

Quem me dera que eu seria capaz de comprar este conhecimento, visão e experiência por R$97 quando comecei. E eu sei que você será feliz que você fez oinvestimento em si mesmo depois de ter seu primeiro sucessoapós a leitura.

Uma coisa é certa: para o resto da sua vida de solteiro você vaiver o que você gostaria de conhecer mulheres. Ou você vaiestar falando com uma mulher em algum lugar, acho que ela érealmente atraente e quero pegar o telefone dela, então vocêpode encontrá-la novamente. Ou você vai estar com umamulher e quero usar a força física com ela…

A questão é, você vai saber exatamente o que fazer e dizerpara ter sucesso? Ou vai cada um de deixar escapar essasoportunidades e nunca se sabe o que pode ter acontecido?

Eu tenho um último pensamento para compartilhar com vocês.

Depois de estudar o comportamento por muitos anos, uma coisa eu sei: se você não tomar a decisão de obter esta parte da sua vida tratada neste momento,  uma chance muito,muito pequena que você vai fazer alguma coisa no futuro.

Você sabe como dizer que alguém não sabe como chegar aalgum lugar a menos que você  esteve  mesmo? Bem, estive lá, e eu vou te mostrar o caminho. Pensa nisso…

Site Oficial ⇒ http://metododeseducaoalpha.com.br/treinamento-completo/

Vale a pena comprar o Programa Confiança Inabalável ?

A reposta é sim ! Se você quer vencer sua timidez e está cansado de investir em coisas exteriores para conquistar as mulheres, faça a melhor decisão para sua vida neste ano de 2018 e invista em você mesmo! Invista na sua confiança, invista naquilo que te fortalecerá não apenas para conquistar mulheres mas também para ser mais respeitado entre os seus amigos, seus colegas de trabalho e a sua família!

Clique no link do site oficial para comprar ⇒ http://metododeseducaoalpha.com.br/treinamento-completo/

Investir em bens externos só vai ser uma muleta para você, de que adianta chegar de carrão na balada e não ter coragem e confiança para abordar nenhuma mulher? Com o programa confiança inabalável é exatamente isso que você vai desenvolver, uma confiança interior que está além dos bens que você pode comprar!

Ah, e ainda tem a garantia de 30 dias! Caso você acha que não funcionou pra você, você tem 30 dias após a compra para pedir seu dinheiro de volta. Bela garantia em?

Clique no botão abaixo e siga para fazer sua inscrição !

Site Oficial ⇒ http://metododeseducaoalpha.com.br/treinamento-completo/