Era da informação digital: o que é e quais grandes transformações vão ocorrer?

O assim com diversas invenções do mundo mudaram a maneira como seres humanos se relacionam com trabalho com a família e com a própria rotina do dia dia, os fluxos informasse o nariz do século XX marcou uma mudança de era que chamamos de era digital.

O muitos pensadores define era digital não com uma mudança de era mas, com uma grande era de mudanças. Onde acompanhamos em tempo real tudo mudando o tempo todo, quem aí lembra da nokia há 10 anos atrais com um celular com a venda de celulares que hoje chamamos de tijolorolas? As informações mudar um pouco rápido e a maneira de consumir mudou também. A nokia se perdeu dentro desse processo enquanto observou a Apple entrar no mercado celulares e dominar ele por inteiro. Quem apostaria que 10 anos mais tarde a nokia nem existiria mais?

Nesse artigo vamos contar sobre alguns impactos de que era digital trouxe para as empresas para os consumidores e para toda a vida moderna. Também vamos falar sobre como se preparar para essa grande era de mudanças e como você pode aplicar essas mudanças todos os dias na sua rotina.

A terceira revolução industrial

Em período pós guerra mundial, a terceira revolução industrial ou revolução tecno científica, permitiu que várias setores da indústria aplicação tecnologia de ponta para melhoria de processos. Fruto da corrida espacial entre os Estados Unidos e a Rússia no meio da guerra fria, houve investimento muito grande na produção de computadores, software, microeletrônica, chips transitórios e robótica que logo passar onde técnico tecnologias espaciais, pra ser aplicadas dentro das indústrias nasce dentro das telecomunicações e da informática de maneira geral.

A terceira é você industrial trouxe o auge da comunicação de massa, através da televisão no rádio dos jornais impressos para mundo todo e alguns anos depois a telefonia fixa, telefonia móvel enfim a internet.

Dentro desta era, a informação começou ser massificado, amplificada para que atingisse todos os tipos de pessoas, em todo mundo. Muitas empresas cresceram com esse tipo de massificação uma coca-cola, e o McDonald’s. E esse é um dos pontos que diferente que mais diferencia a terceira da quarta revolução industrial, que chega vão sair no próximo parágrafo.

Os desafios da quarta revolução industrial

Marcada pela big data, Analytics e o desenvolvimento de algoritmos de inteligência artificial, passamos de um período de massificação para o período dos nicho, onde a comunicação das empresas deve atender cada vez mais públicos específicos. Públicos estes que se comunicam em tempo real através de comunidades virtuais, líquidas, rápidas, que se criam e se destroem na velocidade da luz.

Outra vertente da quarta revolução industrial, está na união entre o físico digital e biológico, onde a tecnologia não tem mais barreiras de inserção no nosso dia-a-dia, viabilizando novas descobertas encurtando distâncias e promover a conexão entre as pessoas, independente de onde o quando elas estejam.

Desafios da era digital nas empresas

Atualmente vivemos no meio dessa grande revolução. Alguns acompanho de perto, mas muitos, principalmente no Brasil por falta de acesso à informação, só consegue enxergar uma pequena luz do quanto esta transformação já têm mudado todas nossas relações.

Eu lembro muito bem, na época em que eu comecei a trabalhar como é que digital, os meados de 2011, que fosse falar sobre ter um perfil no Facebook ou não então falido Orkut, era algo muito distante e complexo para quem tinha um negócio na época.

As comunidades do Orkut posteriormente os grupos de discussão no Facebook, já dava sinais de que a relação das pessoas com as empresas havia mudado de uma vez por todas. A relação que antes era de cima para baixo , passou a ser evidentemente e prioritariamente horizontal. Na época de comunicação de massa as grandes marcas ditavam aquilo que era certo aquilo que era correto e aquilo que era tendência, sem haver nenhum tipo de interação com o consumidor final. A era da internet e as mídias digitais trouxera uma voz pro consumidor, pela primeira vez na história ele poderia conversar e responder a marca em tempo real. E além disso, poderia se organizar em grupos parar de tratar esta marca ou também para engajar novos fãs e aumentar valor dessa marca on-line.

Um dos grandes desafios começava aqui, comarca da época estava preparada para conversar com seus consumidores, de igual pra igual? E qual tipo de profissional seria o melhor, o ideal para responder assinar este tipo de interação dentro de um departamento da empresa?

Em poucos anos, a mídia e as e o departamento de comunicação tiveram que se mexer. E não pro parou por aí, departamentos de produto mudaram, departamento de pesquisa do consumidor mudar, e até mesmo os funcionários das próprias empresas passaram a ter relações mais horizontais com os próprios chefes. O conceito de gestão e liderança mudou. A equipe de uma empresa, pela primeira vez na história, ganho um grande poder dentre uma organização, o poder de mudar, decidir acrescentar, retirar, somar e subtrair.

O emprego na era digital

Para um colaborador, o trabalho está cada vez mais se tornando uma experiência que pode ser curta ou longa, dependendo apenas da decisão do colaborador. O novo colaborador, colaborador da era digital também tem necessidades novas, tem um seios novos, temos projetos, é isso que chamamos de ir aí que entram os conceitos de geração Y, Geração Z e milenials.

A era da informação trouxe transparência em relação àquilo que as empresas são e aquilo que é o que o seus colaboradores têm acesso, e a por isso que atrair e reter talentos mas jovens nunca foi tão desafiador. A geração Z, ou chamam também de nativos digitais, já nasceu com essa chave virada. E agora ela exige mais, procurar mas, se engaja mas naquilo que quer e quando quer e exige dos profissionais de recursos humanos novos tipos de desafios. A geração Z, ou chamamos também de nativos digitais, já nasceu com essa chave virada. E agora ela existe mais, procurar mais, se engajar mais naquilo que quer e quando quer e exige dos profissionais de recursos humanos novos tipos de desafios.

A era digital traz novas mudanças de paradigmas para todas as relações humanas, cabe aos gestores e os litro de uma empresa abrir os olhos para essa grande transformação. Essa transformação que, pode levar uma empresa ao sucesso pra exponencial e também ao completo fracasso.

Livros sobre a era digital

Se você quiser saber mais sobre a era digital em pato dela nas organizações humanas, eu sugiro a leitura de dois livros incríveis, que mudar muito a minha percepção deste mundo e como as pessoas devem agir dentro dele.

O primeiro deles é o livro empresas exponenciais. Escritos pelos fundadores da Singularity University, Este livro conceitualiza o que de fato é uma empresa na era digital e também traz um cheque liste de como transformar a sua empresa para que ela possa usar de todos os benefícios da era digital para crescer de maneira exponencial.

O segundo livro que eu indico para leitur é o Comece por você, escrito pelo fundador do LinkedIn , Reid Hoffman. O autor deste livro defende que precisamos em chegar nossas carreiras como se fôssemos empresas, cuidando da nossa marca pessoal, montando um planejamento e Cuidando de nossas habilidades como se fossem departamentos independente de uma empresa.

O que é Home Office e Como Ser Mais produtivo com o Trabalho Remoto

Afinal, o que é home office? Quais são as vantagens e desvantagens do home office?

A era da informação não transformam apenas as nossas relações de consumo, mas mudou radicalmente também a nossa relação de produção. Hoje, a partir de acesso à internet, conseguimos a partir de qualquer lugar do mundo trabalhar em atividades chave para documento de qualquer negócio.

Com as ferramentas certas, mesmo os trabalhos mas tradicionais podem ser, se não executadas, gerenciados através dos dispositivos que cabem na palma da nossa mão. E aí que surge o conceito de home office.

Home office, ou também chamado trabalho remoto, nada mais é do que  executar as mesmas funções que você fez o que eu estaria dentro de um escritório, mas dentro da sua casa ou de qualquer lugar com internet que seja distante do seu escritório.

A visão dos colaboradores

A princípio, para colaboradores pode parecer uma tarefa muito simples e livre, estar longe do cuidado excessivo dos gestores e poder tomar decisões sozinhos em relação ao uso do próprio tempo. Mas o trabalho remoto exige disciplina e foco para que a produção e as entregas sejam constantes.

A visão dos gestores

Para os gestores o desafio também é grande, por mais que eu trabalhadores estejam dentro da empresa, eles ainda precisam ser gerenciados de maneira remota para que sempre estejam motivados para entregar o melhor resultado possível.

Quais são as vantagens do Home Office?

  • Para quem tem filhos pequenos em casa, uma selem te opção para acompanhando o crescimento das crianças e dar suporte sempre que necessário para os outros integrantes da família.
  • Pessoas com dificuldade locomoção para empresa, pode usar o Romeu Office para economizar tempo de translado e ganhar mais qualidade de vida e produtividade.
  • Foco ampliado é uma grande vantagem quando você foge das interrupções constantes que um escritório normal exige.
  • Mostrar vantagens também se encontra na economia de aluguel e outros materiais de escritório, que são passivos dentro da das dos cursos da empresa e no longo prazo vão se desvalorizando.
  • Ótimo vantagem que eu vejo nesse tipo de trabalho está no atendimento e na produtividade da equipe durante 24h00 por dia. Dependendo da adaptação dos cobradores, você pode contratar uma equipe para ficar no turno da manhã, outro outro ângulo da tarde, e outro no turno da noite e assim garantir uma prestação de serviço e de atendimento em tempo real para suas clientes.

Quais são as desvantagens do Home Office?

Apesar de de parecer as 1000 maravilhas, Romeu Office também traz inúmeros desafios principalmente por que é o modelo muito novo de trabalho e de produção. Veja abaixo alguns exemplos de desvantagens:

  • Como os colaboradores estão longe, para que os gestores possam passar novos processos e novas atividades, precisa haver um alinhamento preciso entre ambos para que todas as atividades sejam passadas da maneira correta para evitar o retrabalho. Diferente de um escritório, onde um colaborador pode chamar seu gestor à qualquer momento para tirar uma dúvida, o trabalho remoto já não conta com esta aproximação em tempo real.
  • Ainda pensando na relação do colaborador com seus gestores, existe também a dificuldade de interação de aproximação da equipe com a cultura da empresa.
  • Falta de controle dos fluxos de segurança da informação, que podem ser vazados e espalhados pois tudo se concentra nos computadores que ficam na casa dos colaboradores.
  • Mesmo equipes presenciais, alguns tipos de colaboradores  se sentem isolados, com os não fizessem parte da empresa. Dentro do trabalho remoto isso pode se agravar ainda mais se o álbum labrador tenho perfil de se isolar e puxar a responsabilidade para si para resolver todos os problemas da empresa ou de um departamento específico.

Empresas brasileiras que trabalham com o Home Office

Apesar de ser uma nova ação, ja existem empresas brasileiras que contratam inúmeras colaboradores remotos todos os anos o que estimulam que seus trabalhadores façam alguns dias dias úteis do trabalho a partir de casa.

Gol linhas aéreas

A companhia aérea Gol já apresenta uma sessão do site com vagas exclusivas para concorrer a cargos em Home Office.

Você também pode procurar no próprio Google alguns tipos de vagas home office que a empresa oferece:

vagas home office da gol linhas aereas

PWC (PricewaterhouseCoopers)

A PwC oferece para seus colaboradores um programa de flexibilidade chamado Flexmenu, em que os profissionais podem escolher o melhor período para cumprir a sua jornada diária, reorganizar sua semana com um esquema de compensação de horas e até trabalhar remotamente até duas vezes por semana! Veja o que os funcionários contam:

“É uma empresa de grande nome no mercado, com muitos funcionários que estão dispostos a fazer o necessário pelo sucesso do projeto. Existem diversos estímulos que apoiam os funcionários a fazerem contatos internos, o que ajuda no networking.”

“Treinamentos, exposição com empresas de diversos setores, alto grau de capacidade técnica do quadro de profissionais e ambiente com constante evolução de carreira pautado na meritocracia.”.

Existem outras inúmeras empresas que contratam funcionários home office e isso vai crescer cada vez mais no mundo. Atualmente home office não serve apenas para colaboradores mas já existem modelos de franquias que operam totalmente de maneira remota, ou seja, as franquias home based, ou franquias home office.

Está mesmo nos setores públicos do Brasil isso ja é realidade, como mostra a matéria do dia 5 de outubro de 2018 do G1: “Governo do DF libera ‘home office’; servidor terá de render 20% a mais que colegas“.

E você? Quer começar a implantar o home office na sua empresa e não sabe por onde começar? Deixe suas principais dúvidas na sessão de comentários que terei o prazer em te responder!

Abraços

Como fazer uma análise de mercado

Começar um novo negócio não é nem de longe uma tarefa simples. Com abundância de informação que vivemos dias de hoje fica muito mais fácil seguir um método, um processo para abrir uma empresa do que arriscar no escuro com todas as forças. E é nesse momento que entra a análise mercado. Nesse artigo vou te explicar o que é análise de mercado e como fazer uma análise mercado simples para avaliar melhor qualquer tipo de negócio.

Afinal, o que é uma análise de mercado?

De maneira resumida, podemos dizer que o análise de mercado é simplesmente uma pesquisa, uma coleta de informações sobre o seu mercado de atuação, assim como sobre os atores internos externos que podem influenciar o seu fracasso ou o seu sucesso.

E neste momento onde muitos empreendedores se perdem e acabou levando seus negócios desde primeiro dia, direto pra falência.

Dentro das minhas palestras dos meus artigos aqui nesse blog eu consumo defender que o empresário que tem toda energia espontânea idade dentro de um planejamento, tem muito mais potencial de montar uma empresa de sucesso do que um uma pessoa que tem apenas vontade de fazer acontecer.

É o importante ter fé, ter garra , mas estes dois fatores juntos, somados um planejamento e uma análise minuciosa do mercado potência Lisa inúmeras vezes o seus resultados.

Voltando para o passo-a-passo de como fazer uma análise mercado, existem dois tipos de análise : primeiro tipo nada de gabinete e o segundo tipo é o que chamamos de pesquisa de mercado.

Análise de Gabinete

A análise de gabinete é basicamente o que eu nome já diz. Você, dentro do seu escritório, coletando informações que estão ao seu alcance, usando a internet , revistas jornais e até seus colegas mais próximos .

Dependendo da complexidade, outro com mirabolante a sua ideia esse tipo de análise gabinete já é suficiente para invalidar seu negócio. E este é o maior objetivo de qualquer etapa de uma análise mercado, validar ou invalidar o seu sucesso.

Já conheci inúmeras empreendedores que Que diziam ter uma ideia genial, que revolucionar o mercado e fazer muito dinheiro.

Quando perguntava a ele se já te perguntei procurada no Google se existe algum concorrente a resposta mais rápida não, ainda não tinha procurado nem no Google. E é por isso que esse é o primeiro passo pra você começar a entender sobre seu mercado sobre seus potenciais clientes sobre seus potenciais fornecedores e sobre desafio total que você vai ter pra colocar essa ideia no ar.

Pesquisa de mercado

Objetivo da pesquisa de mercado completa é compreender os desafios, desejos e as necessidades do cliente em relação algum algum tipo de produto ou serviço.

Partindo da necessidade dos clientes você conseguirá encontrar inúmeras oportunidades que o seus concorrentes não estão explorando. As maiores oportunidades estão onde existem dor, onde um grupo de pessoas precisa resolver um problema enfrenta diariamente um impeditivo para resolver. Um ótimo exemplo é o próprio lançamento do iPhone pela Apple em 2006.

Na apresentação oficial do lançamento do primeiro iPhone que você pode ver neste link, você vai perceber que Steve Jobs faz uma análise de todo mercado de celulares e começa a entrar quais são as dificuldades problemas de cada um deles. Para só depois disso, mostrar ao público o que seria o iPhone, para um produto de maior sucesso da companhia até hoje, que levou o valor da empresa a alguns bilhões de dólares.

Esse é um grande desafio para empresas iniciantes, principalmente para tipos de empresários que são muito conectados as suas ideias e ao seus projetos geniais. É preciso deixar claro mais uma vez, que é o consumidor aqui em gerar receita e pagar o seu salário e o salário de todos os funcionários que serão contratados empresa crescer. E é por isso que você deve ouvir muito bem o seu potencial cliente antes de qualquer de tomar qualquer decisão estratégica sobrequal produto ou serviço oferecido você vai vender.

Tipos de pesquisa de mercado

Dentro da pesquisa de mercado existem outros dois sub grupos de pesquisa, as pesquisas quantitativas e as pesquisas qualitativas.

A pesquisa quantitativa, uma pesquisa mais minuciosa detalhada que vai mostrar pra você estatísticas de resultados de desejos gerando gráficos e instrumentos de análise para tomada de decisões. Para pesquisa quantitativa importante ter um volume muito grande de pessoas pesquisadas para que estatisticamente o seus números possam valer alguma coisa.

Dentro da pesquisa qualitativa a história bem diferente. Você deve criar formulários precisas para fazer com que o seu potencial cliente responda com clareza o que ele quer e como se sente em relação a sua experiência com os produtos ou serviços que já tem contato do mercado.

Quais ferramentas eu preciso para começar minha pesquisa de mercado?

Pra começar tudo depende de quais ferramentas você tem a sua disposição, se você tem um notebook o celular na mão já um ótimo começo.

Tudo começa com pesquisa de gabinete, você precisa primeiro criar hipóteses em relação ao que o seu potencial cliente pensa, o que ele sente, e como ele age. A partir dessas hipóteses você pode começar a fazer algumas perguntas. Por exemplo: se você quer abre uma pizzaria no seu bairro e acredita que isso é uma boa opção, ótima pergunta para as pessoas que moram perto de você seria quantas pizzas elas consomem por semana ou por mês. E pensar no setor de gastronomia você também poderia perguntar quais são as preferências de sabores como portuguesa, marguerita, lombo ao creme e etc.

Definindo a frequência dos pedidos de pizza no seu bairro e também definindo o sabores favoritos as pessoas e o bairro você começa a clarear a tua tomada de decisão em relação a seus produtos e serviços. Se você percebe que dentro do seu bairro as pessoas não gostam de pizza e muitas delas delas comentou que preferem comer e um carrinho de cachorro-quente você pode mudar totalmente a direção da sua pesquisa e começar a perguntar sobre o carrinho de cachorro-quente sobre o que faz ele ser tão atrativo, seria o preço? Seria o sabor? Seria localização que é de fácil acesso para todos? Seria a velocidade rapidez com que os cachorros quentes preparados?

Agora imagine o outro cenário onde você abre uma pizzaria, sem ao menos entender essas pessoas e o bairro consomem pizza e qual a frequência que elas consomem pizza semanalmente mensalmente. E só pode investir no seu ponto, investindo a sua marca, investindo essa equipe você comece fazer sua pesquisa. E depois de fazer essa pesquisa dentro dos menos o seu bar você percebe que as pessoas não gostam de pizza, que elas têm experiência ruim uma memória ruim com pizza. O que acontece depois disso? Acontece que o seu negócio tem tudo para não prosperar e crescer dentro deste bairro.

Afinal, como montar as perguntas para sua pesquisa de mercado?

Você pode trabalhar com com perguntas abertas e com perguntas fechadas. Existe uma metodologia de trabalho para cada uma delas que vou abortar logo abaixo:

Perguntas fechadas: são usados para definir coisas mais concretas principalmente dentro de pesquisas quantitativas. Você pode usar esse tipo de pergunta pra definir essas pessoas gostam mais de sushi, de hambúrguer, de pizza ou de cachorro quente. São simplesmente as questões de marcar opção a, b, ou C ou D.

Perguntas abertas: Essas são as melhores perguntas que você pode fazer pra entender o seu mercado e seu cliente numa fase inicial do seu negócio. Ao mesmo tempo penso que esse tipo de pergunta é excelente ele também é o maior carrasco do dos entrevistadores. Se você tem um perfil que está longe de ser um perfil de vendedor, prometi você poderá dificuldades em montar boas perguntas e fazer com que a conversa sua dentro de uma entrevista de pesquisa de mercado. Muitos pesquisadores também, por falta de experiência, acabou fazendo perguntas muito afirmativas que conduzem as pessoas responder o que queremos.

A regra aqui e ser mais isento possível, e fazer a pergunta mais aberta possível para fazer com que a pessoa se esforce de fato para expor suas ideias e seus sentimentos.

Exemplos de perguntas abertas de pesquisa de mercado

É bem difícil criar um modelo de pesquisa de mercado pronta que funciona para qualquer tipo de ideia projeto. Mas aqui vou colocar pra vocês algumas perguntas simples que podem abrir a cabeça de qualquer empresário que está começando uma empresa um projeto novo. Não se prenda essas perguntas e utilize da sua habilidade de negociador para que entrevistado dei o máximo de informações sobre seus desejos e que esteja aberto para ouvir mais e mais perguntas. Não esqueça também de levar o celular para gravar essas perguntas e depois compartilhar com seu sócio ou qualquer ou com qualquer outra pessoa que está te ajudando em abril negócio.

Para estes modelos de pergunta vamos voltar o exemplo da pizzaria.

  1. O que você leve em consideração quando compra pizzaria do competidor do concorrente X?
  2. O que você acha que pode ser melhorado dentro da pizza dele?
  3. Qual a coisa que você mais gosta dentro da pizza dele você pode me contar o momento que te fez muito feliz com você pedir essa pizza?
  4. E como aumento de consumo dessa pessoa te deixou mais frustrado?
  5. Quanto você pague médio quando pede uma pizza? Você sempre pede a pizza e operante ou não se preocupa com bebida?

 

Esse são exemplos básicos pergunta para pesquisa de mercado,  espero que você tenha gostado desse artigo e que possa colocar em prática esses 15 pergunta de questionar mais rápido possível. Se tiver qualquer dificuldade em aplicar a pesquisa de questionar deixa comentar aqui embaixo que nossa equipe irá fazer o máximo para te ajudar.

O que é gestão? Entenda completamente o conceito e veja citação de autores

Dentro da administração de empresas a gestão é uma das áreas que se entender como as organizações ( sejam elas públicas ou privadas) desenvolvam suas atividades de maneira mais eficiente e efetiva.

O conceito de gestão está ligado gerente aos cargos mais altos da organização, que precisam administrar os recursos para que a organização se desenvolva. São estes “administradores” que chamamos de gerentes, ou gestores.

Um gerente e/ou gestor tem como principal objetivo extrair dos recursos atuais da organização o máximo de seu valor para que as mesmas consigam atingir seus objetivos de curto, médio e longo prazo. Desta maneira a função do gestor se resume basicamente em fazer com que a organização caminhe sempre em frente em relação aos seus objetivos concretos, sejam eles vender mais ou diminuir seus custos.

Pilares da Gestão

O conceito de gestão está baseado em quatro pilares básicos:

  • A organização
  • O planejamento
  • A liderança
  • e o controle

Um gestor quando inicia um projeto de gestão ele precisa organizar a casa, é aí que entramos no 1º pilar, o da organização. Ele precisa saber limpar a bagunça e entender tudo o que acontece na empresa, desde o produto, os preços, os serviços prestados, os principais stake holders e o papel de cada funcionário na organização.

Depois desta etapa ele pode ir para o segundo pilar, o do planejamento. Depois de entender melhor cada recurso disponível dentro da organização, fica mais claro entender como tudo vai se encaixar no futuro. É nesta etapa que se faz um plano de crescimento de um departamento específico ou até mesmo a redução do mesmo, olhando a empresa no longo prazo e alinhando com aquilo que pode ser feito para realizar o grande plano.

Depois de montar o grande plano (que também inclui um plano de negócios), o gestor precisa desenvolver sua liderança dentro da organização para que todos se mantenham engajados para realizarem suas atividades. É nesta etapa onde os bons gestores se diferenciam dos chefes.

Os chamados gestores “chefes” são vistos como pessoas chatas e aborrecidas que só cobram a equipe, já os gestores “líderes” estão o tempo todo em contato com os sonhos e os desejos de cada membro da equipe, atendendo seus desejos, suas dificuldades e tirando da frente tudo o que trava a equipe para atingir as metas mais ambiciosas da empresa.

Depois da liderança ainda temos o último pilar da gestão que é o controle e é nesta etapa que se separaram os bons e os maus gestores. Por mais que um gestor seja um grande líder e bom em fazer com que a equipe entregue o que é desejado, é o pilar do controle que vai dizer se a equipe está trabalhando para trabalhar as métricas corretas.  Dentro de um tópico mais avançado, o controle também é chamado de indicadores chave de sucesso, ou kpis.

 

Quais são as áreas da gestão ?

A gestão empresarial pode ser dividida em diversas áreas, variando de tamanho de empresa para empresa, dentro destas áreas podemos citar os 8 tipos principais:

  • Gestão de pessoas ou gestão de recursos humanos
  • Gestão de processos
  • Gestão comercial
  • Gestão financeira
  • Gestão de projetos
  • Gestão de qualidade
  • Gestão de tecnologia da informação
  • Gestão de estoque

Apesar dos termos “administração” e “gestão” estarem ligados diretamente ao mundo empresarial, estes termos podem ser aplicados em qualquer tipo de organização para um fim em comum, seja uma Organização Não Governamental ou até mesmo um grupo de estudos da universidade.

Conceito de gestão segundo autores

“Conjunto de normas e funções cujo objectivo é disciplinar os elementos de produção e submeter a produtividade a um controle de qualidade, para a obtenção de um resultado eficaz, bem como uma satisfação financeira” Houaiss

“Gestão é atingir metas ou resolver problemas. Gerenciar é ter uma meta e tomar todas as medidas necessárias para atingir esta meta” Vicente Falconi.

Conceito de Gestão Segundo Vicente Falconi

Dentro das minhas leituras de excelentes nomes da gestão no Brasil, é impossível não citar a grandiosidade e e a precisão do trabalho de Falconi, Engenheiro formado na UFMG, trabalhou durante muitos anos com os japoneses da JUSE (Union of Japanese Scientists and Engineers) em empresas brasileiras e ajudou a implantar metodologias e processos de gestão na AMBEV, SADIA e inúmeros outros grupos brasileiros.

Para finalizar este artigo, deixo com vocês abaixo uma excelente entrevista de 1h com Vicente Falconi onde ele explica o que é gestão sua concepção e os conceitos de gestão que aplica nas empresas pelas quais passou:

O mercado de self storage e guarda móveis no Brasil

O mercado de self storage e guarda móveis no Brasil

Com os imóveis cada vez menores, as pessoas têm enfrentado um problema cada vez mais crescente: a falta de espaço para armazenar móveis, objetos e até documentos. Por causa disso, surgiu um novo mercado: o guarda móveis ou self storage, que são galpões, ou boxes, que podem ser alugados para armazenar suas coisas.

Os galpões variam no tamanho (1 m² a 100 m²) e podem ser alugados mensalmente. É comum que eles fiquem em lugares de fácil acesso. O termo “guarda móveis” não é o preferido entre os empresários do ramo, já que não transmite a ideia de proximidade do meio urbano.

Empresas e pessoas usam o self storage para diferentes fins: pessoas costumam guardar móveis durante uma reforma ou itens que não são usados com tanta frequência, como enfeites de Natal ou bicicletas. Já as empresas costumam guardar arquivos antigos ou estoque, por exemplo. As lojas online também têm recorrido bastante a esse serviço para armazenar todo o seu estoque, além de pequenas empresas, que geralmente não dispõe de um lugar adequado para guardar equipamentos eletrônicos, documentos e inventários.

A facilidade de alugar um galpão é um ponto bastante positivo. Não é preciso muita burocracia e com apenas alguns documentos pessoais e comprovante de residência você fecha o negócio. Você paga antecipadamente pelo serviço, cerca de R$ 90,00 o metro quadrado por mês. A altura do galpão é de 3 metros. O valor do metro quadrado diminui se você alugar uma área maior.

A empresa não tem acesso ao galpão que foi alugado e o cliente tem seu próprio cadeado. O cliente precisa informar apenas um valor médio de todos os objetos armazenados para que seja feita uma apólice de seguro.

Não é muito complicado ter esse tipo de negócio. Você precisa investir em monitoramento, segurança e poucos funcionários, tanto para atendimento ao cliente quanto para a manutenção do lugar. Isso não quer dizer que o investimento não seja alto, já que o custo imobiliário exige capital para abertura e manutenção do negócio. A parte mais difícil é encontrar bons galpões dentro das cidades.

Também é preciso investir capital em marketing, já que não é todo mundo que tem conhecimento sobre o conceito guarda móveis ou self storage. As pessoas passam a valorizar muito mais o negócio depois que entendem o que é, o conceito e como funciona.

A maioria desses galpões fica no Estado de São Paulo e a oferta tem aumentado cada vez mais. A Metrofit, fundada em 2012, fruto de uma joint venture entre o grupo TRX e a Metro Storage, é uma renomada empresa no setor de espaços para armazenamento de documentos e objetos de pessoas físicas ou jurídicas. Em 2015, a MetroFit Santo André foi eleita a melhor operação de self storage do mundo pelo prêmio norte-americano Best New Facility of the Year. Sua principal missão é proporcionar aos clientes uma locação imediata de espaços em ambientes urbanos. Tudo com muita tranquilidade, confiança e segurança.

Quiropraxia Campo Grande MS – Acabe com a suas dores em menos de 3 sessões

Em busca de um quiropraxista em Campo Grande-MS? Você chegou ao lugar certo! Neste artigo vamos falar sobre como escolher o profissional ideal para cuidar das suas dores

Quiropraxia Campo Grande MS

A primeira dúvida que várias indivíduos precisam estar se fazendo é: O que é Quiropraxia? A organização Mundial de Saú de classifica-a como uma profissão que possui função de descrever, alimentar e a proteger-se quadros de desordens do sistema neuro-músculo-esquelético.

Pode ser que você esteja se perguntando o acepção de neuro-músculo-esquelético. Segue abaixo a definição:

Neuro – Sistema nervoso

Músculo – Sistema muscular

Esquelético – Ossos

De uma maneira bem resumida, há uma utilização de técnicas manuais que visão ajustar e / ou adulterar as articulações com ênfase nas sub-luxações. A interação entre a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, além das funções coordenadas pelo sistema nervoso alicerçam a essência da Quiropraxia.

A essencial diferença da Quiropraxia para os demais tratamentos é a não utilização de remédios e / ou quaisquer procedimentos cirúrgicos.

Para que serve a Quiropraxia?

Como aludido antecedentemente no texto, a Quiropraxia possui o propósito de proteger-se e alimentar as lesões no sistema neuro-músculo-esquelético. Precisamente por isto, incluem-se as exigências do corpo como, por adágio:

Dores no ciático

Dores na bacia

Dores no pescoço

Dores nos ombros

Dores nas costas

Dores no braço

Dores no anca

Dores de cabeça e dor de cabeça intensa

Clínica de Quiropraxia Campo Grande-MS

Neste ponto há semelhança com mais tratamentos, no qual o cliente busca o profissional e relata todos os complicações ou desconfortos, a partir daí o profissional analisa os vestígios dados pelo paciente para achar a pleito do dificuldade, evitando alimentar somente os sinais localizados.

No primeiro hora ocorre à realização da investigação que é ensejo pelo profissional, ele utiliza vários mé todos físicos para incentivar vários ajustes nas articulações do paciente.

No de acordo com hora, porém apenas em alguns casos, o profissional indicará uma série de exercícios específicos para incentivar uma adiantamento na reabilitação.

No hora final são passadas muitas orientações ao cliente, visando uma educação e potencializando o inclusive para os benefícios abiscoitados e gerados ao longo a prática e tratamento através da Quiropraxia.

Clínica de tratamento com quiropraxia

Como já foi possível reparar, o tratamento pela Quiropraxia aborda áreas e regiões bem delicadas de nosso corpo como coluna, pescoço, costas e outras articulações em maior parte. Sendo dessa maneira, torna-se bastante fundamental que busquem constantemente profissionais especializados. Observe se o inclusive é agregado à ABQ (Associação Brasileira de Quiropraxia).

Nos EUA e Canadá esta profissão já é regulamentada, situação que também não ocorre no Brasil, porém há 2 bens que são reconhecidas pelo MEC que ofertam esse curso de maneira ção.

Acabando nosso texto desejaremos dizer que a Quiropraxia realizada por profissionais de qualidade, sem dúvidas possui o potencial necessário para alimentar e proteger-se vários tipos de dores.

Dessa maneira como já foi mencionado, inclusive sem a utilização de remédios ou procedimentos cirúrgicos, é uma ferramenta poderosa para a prevenção e manutenção de uma ótima saú de. Lembrem-se constantemente de acudir-se uma ótima Qualidade de Vida.

Para mais informações sobre Quiropraxia Campo Grande MS ligue no número: