Como montar uma Lanchonete de Sucesso [Guia Atualizado 2018]

Se você está pensando em como montar uma lanchonete em 2018 e não tem ideia de por onde começar, vamos mostrar aqui neste artigo, de forma simples, como você poderá investir da maneira correta e aumentar muito suas chances de sucesso. Vamos lá?

Lanchonete

Veja também: Oportunidade de Franquia Digital permite empresários a terem seu próprio Netflix

O Mercado de Lanchonetes

Se você está em dúvida se uma lanchonete da dinheiro, saiba que uma lanchonete possui um modelo de negócio baseado em produtos de alta rotatividade, ou seja, vende todo dia seus produtos.

Ao analisar o mercado brasileiro para montar uma lanchonete, percebe-se uma demanda crescente por esse tipo de empreendimento de alimentação. Isso se deve a um fato bastante reconhecido por estudiosos nos últimos anos:

A forte tendência de se alimentar fora do lar.

Dados da ABIA (Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação) mostram que hoje, o brasileiro gasta, em média, 30% do salário dele comendo fora de casa. Para fins de comparação, é mais do que ele gasta com o aluguel da própria casa.

É um mercado muito grande, que movimenta mais de 11 bilhões de reais por mês e atende mais de 200 milhões de consumidores.

Observe o gráfico abaixo.

Em 2016, o setor continua crescendo, o que o torna um dos poucos negócios recomendados para se investir.

O que acontece é que as pessoas precisam, cada vez mais, comer fora de casa – seja por morar longe do trabalho, seja por ter menos tempo no dia-a-dia.

Gráfico Alimentação

Fonte: Exame.

Ou seja: Este é um mercado em crescimento, com excelentes oportunidades para quem quiser investir em um novo negócio.

No entanto, saiba que também é um mercado concorrido e, para se destacar, você precisará de uma boa estratégia para conquistar clientes fiéis.

Fazer um bom planejamento, conhecer seus clientes e analisar o mercado de alimentação são itens de extrema importância.

Estamos disponibilizando um material completo com o método ideal para começar e montar a sua própria lanchonete e ser bem-sucedido. Para acessar, basta clicar no link abaixo:

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Montar uma Lanchonete de Sucesso”<<

Quanto custa para abrir uma lanchonete? 

O investimento inicial para montar uma lanchonete vai variar de acordo com a estrutura que se pretende montar, você precisa considerar tudo o que precisa para montar uma lanchonete. Levando em conta itens como a localização do estabelecimento, os equipamentos e utensílios a serem adquiridos, o cardápio a ser oferecido e o porte da lanchonete.

Estima-se que o custo médio, de uma lanchonete pequena, seja de R$ 40 mil. Contudo, o retorno é rápido.  Como a venda dos lanches geralmente é realizada a vista e não há estocagem de muitos produtos para venda posterior, a movimentação de capital é alta. Essa é uma forte característica do setor de alimentação.

Caso você não tenha esse dinheiro disponível para montar uma lanchonete, existem opções de financiamento disponíveis para pequenos e médios empreendedores, com taxas de juros bem abaixo do que geralmente é encontrado no mercado.

Essas opções são disponibilizadas por programas de incentivo como o BNDES e também por alguns bancos, que enxergam nestes empreendedores um grande potencial.

O que poucas pessoas sabem é que essas taxas podem ser facilmente consultadas pelo site do Banco Central, e que é possível melhorá-las através de negociações e apresentação do projeto da lanchonete.

Explicamos o passo-a-passo de como fazer isso no E-book, e também disponibilizamos uma cartilha de instruções com informações sobre os financiamentos existentes no mercado para montar uma lanchonete.

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

5 Dicas  para abrir uma lanchonete:

Se você está sem ideias para lanchonete e não tem bem definido o tipo de lanchonete que deseja abrir, separamos algumas dicas que podem te ajudar a definir o seu negócio:

1. Coloque todos os Custos na ponta do Lápis

Custos Lanchonete

Antes de abrir a sua lanchonete, calcule os custos que você terá ao adquirir utensílios e equipamentos, alugar ou comprar um local, contratar funcionários e montar um estoque. Todos esses custos devem ser considerados no seu projeto, seja ele o projeto de lanchonete pequena ou de grande porte. Essa etapa é essencial para que você tenha controle do seu negócio.

 

Esse tipo de controle logo no começo fará com que você tenha uma noção muito melhor da sua operação. No livro digital que citamos, incluímos diversas ferramentas de controle que facilitam o dia-a-dia da operação e também explicamos como calcular os custos, a diferença entre eles e como gerenciar o estoque.

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Montar uma Lanchonete de Sucesso”<<

2. Monte um cardápio enxuto

Já ouviu falar que quem quer fazer tudo, acaba não sendo bom em nada? Aqui, essa regra também funciona: Se você tentar servir uma variedade muito grande de produtos, alguns deles sofrerão na qualidade.

Ao montar sua lanchonete, pelo menos no começo, evite ter cardápios muito extensos, que exijam que você tenha um estoque caro e com itens de baixo consumo.

Ao invés disso, procure servir poucos itens, mas de excelente qualidade. Assim, você consegue atender muito bem e manter o custo baixo.

O que vender em uma lanchonete? 

Para obter sucesso em um ramo tão competitivo, é muito importante ter um cardápio atrativo, com opções de doces e salgados, e que seja capaz de atender aos diversos gostos.

Se você não sabe o que vender em uma lanchonete, iremos listar alguns produtos que podem ser vendidos facilmente em uma lanchonete. Confira:

  1. Hambúrgueres;
  2. Hot Dogs;
  3. Lanches quentes;
  4. Lanches Naturais;
  5. Sanduíches em baguetes;
  6. Salgados;
  7. Bebidas geladas e quentes;
  8. Doces.

3. Estabeleça uma Relação de Confiança com os Fornecedores

Fornecedor Lanchonete

Essa é uma parte essencial para que você tenha uma lanchonete de sucesso. Seus fornecedores estarão diretamente ligados à satisfação do seu cliente, pois a disponibilidade e a qualidade dos seus produtos finais dependerão da sua matéria-prima.

Dessa forma, é muito importante que você tenha fornecedores de confiança, que estarão dispostos a te atender em casos de urgência e que entreguem produtos com um padrão de qualidade bem estabelecido.

 

4. Conheça seu Cliente

Antes de tudo, saiba que as oportunidades para iniciar o negócio são muitas, você pode abrir uma lanchonete simples, uma lanchonete moderna, uma lanchonete de grande porte ou uma lanchonete pequena. Tudo isso vai variar de acordo com o público que você deseja atingir.

Saber quem são seus clientes antes mesmo de abrir seu negócio é muito importante. Afinal, é com base em informações como faixa etária, poder aquisitivo e estilo de vida dos seus clientes que você definirá coisas como localização e preço médio dos seus produtos, e também entenderá melhor seus hábitos de alimentação.

Em uma lanchonete, geralmente, seus principais clientes são os que estão nos arredores.

Para definir quem são, levante todo tipo de informação possível: São estudantes e recém-formados ou adultos com filhos? Eles residem ou trabalham por perto do seu estabelecimento?

Uma vez definidas as informações, muitas coisas ficarão mais claras.

No livro digital que falamos, existe um capítulo disponibilizado somente para essa parte, além de um material especial que você poderá preencher com todas as informações.

Para acessá-lo, basta clicar no link abaixo:

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Montar uma Lanchonete de Sucesso”<<

5. Invista em uma Fachada Bonita

Pode parecer meio bobo, mas independe de ser uma lanchonete pequena ou de grande porte, acredite: Uma fachada bonita, bem-feita e bem colocada dá excelentes resultados, sim! Esse é o principal motivo pelo qual muitos negócios, inclusive franquias, investem nisso.

Uma boa fachada tem o poder de transmitir profissionalismo, boa higiene, gera curiosidade e consolida sua posição no mercado independente se for uma lanchonete simples ou mais sofisticada.

Basta pensar na diferença entre ganhar um presente embalado e outro “solto”, sem nada. A embalagem dá outra impressão. E a fachada é a embalagem do seu negócio.

Mesmo que você não seja do tipo de pessoa que liga muito pra presentes, é importante ter em mente que a “embalagem” causa sim um efeito visual muito forte.

Ao montar sua lanchonete, a fachada é o que irá gerar curiosidade e atrair as pessoas para conhecer seus produtos.

Se o seu orçamento estiver muito apertado pra fazer esse investimento agora, pense em alternativas, mas não abra mão de deixar o seu negócio visualmente atrativo.

Os 4 Principais Erros que as Pessoas cometem ao Montar uma Lanchonete

Agora, vamos apresentar aqui os 4 principais erros que as pessoas cometem e que podem acabar atrapalhando o bom andamento dos seus negócios e, em alguns casos, até mesmo gerando prejuízos.

Os 4 Principais Erros ao Montar uma Lanchonete

1. Pecar na Higiene do Local

Pode até parecer que não, mas acredite: o cliente repara na limpeza de todo o ambiente, da cozinha, dos pratos e da comida que está comendo. E basta um escorregão na higiene para que ele não retorne novamente.

Também, não é pra menos: Quando se trata de alimentação, é preciso ter cuidado.

Por isso, tenha bastante atenção neste quesito: Procure seguir todas as normas da ANVISA e, mais do que isso, faça o máximo para que o estabelecimento como um todo esteja sempre limpo e impecável.

 

No e-book que falamos acima, inserimos um manual com instruções de como seguir as normas da ANVISA e não ter problemas com isso – nem com clientes, nem com possíveis fiscalizações.

>Clique aqui para acessar o E-book “Como Montar uma Lanchonete de Sucesso”<<

2. Abrir sem Nenhum Planejamento

Apesar de ser uma prática bastante comum, é um grande erro para quem deseja abrir um negócio.

Existem muitas pessoas que resolvem investir tempo e dinheiro em um projeto e “ver o que dá”.

Vamos direto ao ponto: Dá pra ter uma lanchonete de sucesso sem fazer nenhum tipo de planejamento? E a resposta é SIM, é possível

No entanto, o risco de não obter retorno e ter prejuízo é muito alto, pois não tem como administrar bem o negócio sem entender como funciona tudo, e onde fica o que.

Por isso, recomendamos que sempre seja feito um planejamento bem estruturado, e então as chances de sucesso serão muito maiores.

3. Não Treinar os Funcionários

Funcionários Lanchonete

Muitos donos de lanchonete acreditam que bastam contratar alguém para cozinhar e atender os clientes e o resto se fará sozinho. E é aí que perdem muitos clientes:

Hoje, o cliente está mais exigente e dará prioridade aos lugares nos quais se sente melhor atendido. E, mesmo que o seu funcionário seja esforçado, ele precisa de orientações para fazer um bom trabalho na sua lanchonete.

Portanto, um funcionário que seja treinado para atender da melhor forma, assim como um que entenda como fazer os pratos da maneira correta, são diferenciais importantíssimos, que lhe darão uma grande vantagem frente à concorrência.

Procure treinar seus funcionários para que saibam atender de forma ágil e educada, e seus clientes sempre se lembrarão do seu estabelecimento e retornarão satisfeitos.

No e-book que disponibilizamos, fornecemos um método para que você possa estabelecer um padrão de qualidade na sua lanchonete, tanto para os produtos que serão feitos na cozinha, quanto no atendimento.

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Montar uma Lanchonete de Sucesso”<<

4. Vender fiado

Lanchonete Cobrança

Ao montar uma lanchonete, muitas pessoas resolvem “anotar no caderninho” e deixar para o cliente pagar depois.

O problema, infelizmente, é que é muito comum que os clientes acabem não pagando depois, e o estabelecimento fique no prejuízo.

Hoje em dia, não há motivo para trabalhar dessa forma.

Ao abrir seu negócio, tenha uma máquina que aceite cartões de diversas bandeiras, e procure guardar moedas e notas de menor valor para garantir que sempre tenha troco para o cliente na sua lanchonete.

Conclusão

Montar uma lanchonete em 2018 pode ser um excelente negócio quando administrado de maneira correta. Ao fazer um bom planejamento e cuidar dos detalhes, as chances de ter um estabelecimento bem-sucedido são grandes.

Mesmo sendo um mercado concorrido, ainda há espaço para novos empreendedores que queiram trabalhar nesse ramo. Não tenha dúvidas, abrir uma lanchonete da lucro.

E aí, gostou das informações? Não deixe de conferir nosso livro digital e ter acesso ao material completo:

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

Desejamos a você muito sucesso na sua jornada, e esperamos que tenha gostado do artigo.

Não deixe de dar sua opinião na caixa de comentários! 😉

 

 

O que é MEI – Microempreendedor Individual ? Quem pode se cadastrar ?

o-que-e-meiFifty Shades Darker 2017 movie download

O MEI (sigla para Microempreendedor Individual) foi criado em julho de 2009 com a finalidade de legalizar o trabalho informal, provando que trabalhar dentro da lei tem muito mais vantagens e rentabilidade do que ficar na clandestinidade.

Atualmente, existem muitas pessoas que trabalham por conta própria e perdem oportunidades de assinar contratos e parcerias com empresas ou, com o governo, porque não possuem o registro de seu negócio.

A expansão do marketing digital que também atrai muitas pessoas que desejam trabalhar em casa, fez surgir uma legião de afiliados e produtores que movimentam milhões de reais todos os anos, e que agora podem ter seu CNPJ e deixarem de trabalhar ilegalmente.

Qualquer cidadão pode se registrar como MEI e o processo é bem simples, feito através do portal do empreendedor. O número do CNPJ sai na hora e é necessário apenas o pagamento de uma taxa mensal correspondente a recolhimento da Previdência Social e ISS.

Por fazer esse pagamento mensal o MEI tem todos os direitos previdenciários garantidos como auxílio-doença, auxílio-maternidade e aposentadoria entre outros. Ou seja, é um valor baixo para a pessoa poder assegurar seu ganho da previdência no futuro.

Pessoas registradas como MEI estão isentas de escrituração fiscal de acordo com a Lei e podem emitir nota fiscal para empresas ou, para o governo. Também podem abrir conta bancária como pessoa jurídica e dessa forma ter acesso a financiamentos a juros bem mais baixos e incentivos perante fornecedores diversos.

Principais exigências para ser um microempreendedor individual

A principal característica do MEI é que trabalha geralmente pela internet e não necessita de localização fixa para exercer suas funções. Pessoas que trabalham com revenda física, máquinas automáticas, telemensagens e, outras formas virtuais que estejam previstas na lei podem se beneficiar do cadastro.

São indivíduos que trabalham por conta próprio e acabam se legalizando como pequenos empresários. AS principais restrições para ser um MEI são:

Faturamento anual até 60 mil reais

Pessoas que faturam até 5 mil reais por mês durante o ano podem ter seu CNPJ como MEI, esse é o teto máximo de faturamento dessa categoria. A atividade da empresa precisa estar prevista no Simples Nacional.

Sociedade em outros negócios

O pleiteante ao registro como MEI não pode ter vínculo de sociedade em outra empresa.

Apenas um empregado

O contribuinte MEI pode contratar apenas UM empregado ganhando salário mínimo ou piso da categoria.

Se você trabalha por conta própria e ainda não tem seu registro como MEI providencie o mais rápido possível e legalize sua situação. As vantagens são inúmeras e você sempre poderá migrar para o Simples quando começar a faturar mais de 5 mil reais por mês.

Onde comprar roupas para revender na sua cidade

 

onde-comprar-roupas-para-revenderEncontrar bons lugares onde comprar roupas para revender, é o tipo de coisa que a maioria dos revendedores procura. Conseguir melhores preços e condições de pagamento, são boas formas de ter melhores lucros e investir melhor o capital.Watch Full Movie Online Streaming Online and Download

Trabalhar com revenda de roupas é gratificante e muito dinâmico, já que a moda está em constante mudança e é preciso acompanhar as tendências de perto para ter sempre mercadoria de boa qualidade e aceitação.

O maior problema dos revendedores é justamente encontrar roupas de qualidade a preços acessíveis para poderem repassar com um lucro substancial sem encarecer muito o produto para o consumidor final.

Com o crescimento dos negócios virtuais, muitas pessoas aderiram a revenda de roupas como profissão e, por isso, a concorrência é grande. Para driblar esse obstáculo é importante ter peças diferentes e de ótima qualidade.

Procure investir o capital em peças diversas sem comprar muitas unidades do mesmo produto, e vá comprando conforme for vendendo, assim você consegue ir entendendo o gosto dos seus clientes e cada vez mais, acertará em cheio na compra dos produtos.

Uma forma muito boa de trabalhar com revenda é atender encomendas. Algumas lojas de roupas no atacado possuem catálogos de seus produtos e fornecem para revendedores. As pessoas escolhem e você compra o que já estiver vendido, fator que diminui seu risco de fazer estoque para produtos que você nem sabe se vão vender!

Onde comprar roupas de marca para revender

Trabalhar com produtos de marcas famosas é uma boa forma de atrair clientes e fazer vendas. Também ficar conhecido como fornecedor de peças exclusivas. Quando procurar lugares de revenda desse tipo de peças, tenha certeza que são originais ou que sejam imitações bem aproximadas, mas nunca venda uma imitação como se fosse original, pode queimar-se com sua clientela.

Toda cidade tem um centro comercial onde pode-se encontrar roupas direto das fábricas, com certeza, na sua cidade encontrará também esses locais que vendem peças próprias ou de outras marcas.

Atualmente existem cursos online que ensinam importar roupas de marca, originais direto dos EUA, pagando pouco e com certeza de entrega. Essa pode ser uma boa opção de negócio se você possuir um capital para investimento.

Se trabalhar com roupas importadas originais, com certeza, atrairá uma clientela seletiva e exigente que sempre terá interesse nas peças que você adquirir. Fazer um enquete entre os clientes para ver o que eles gostariam, também é um método prático para não comprar produtos que encalharão.

Fique de olho nas ruas, veja o que as pessoas estão vestindo e perceba o gosto de seus clientes. Dessa forma não tem como errar comprando roupas para revender.

Nomes para empresas: dicas práticas para escolher o nome ideal

Escolher nomes para empresas é uma tarefa complexa que deve ser executada com cuidado e muita paciência.

Tudo isso porque o nome é a coisa mais importante de uma empresa, é a primeira coisa que se apresenta e aparece para os clientes. Se a escolha for feita de forma errada ou sem o cuidado necessário, pode comprometer o crescimento da empresa para sempre.

Algumas empresas nascem de idéias geniais e recebem nomes que ficam para a posteridade. O filme “Jobs” mostra como surgiu o nome de uma das empresas mais famosas do mundo, a “apple”. Esse nome foi apenas uma sugestão momentânea e seria trocado em algum momento. Mantém-se até hoje como líder de mercado do seu segmento.

Nem todo mundo tem a sorte de pensar em um nome que emplaque de primeira, e é por isso que existem alguns parâmetros que devem ser atendidos na escolha do nome da empresa, para ajudar as pessoas a criarem essa decisão acertadamente.

Tire um bom tempo para essa tarefa, anote tudo que aparecer em sua mente relativo a empresa que precisa nomear. Nicho de mercado, público, produto, ideologia. Não deixe nada de fora, o nome acabará aparecendo nessa brainstorm.

Como encontrar nomes para empresas criativos

Para ajudar nessa tarefa importante para seu negócio damos 3 dicas diferentes para encontrar o nome ideal para sua empresa.

1 – Pesquisas

Analise o máximo de nomes de concorrentes diretos do seu negócio. Tente descobrir como os nomes foram criados, a maioria dos donos de negócios, colocam essa informação na página “Sobre” de seus sites. phentermine Anote tudo que achar pertinente a sua própria empresa. Fazer isso trará uma perspectiva maior sobre o que existe no mercado e fará com que você encontre o motivo certo para escolher uma determinada nomenclatura.

2 – Promova um concurso

Se você já está no ramo informalmente, já tem um público. Promova um concurso com uma premiação que seja interessante para sua audiência, onde ela dará dicas de nomes para seu negócio, vale chamar amigos e parentes para participar, quanto mais idéias melhor. Às vezes, as pessoas que estão de fora conseguem enxergar muito melhor que quem está dentro da situação.

3 – Referências culturais

Faça uma lista das suas referências culturais. Desde seu primeiro livro até os dias atuais. Liste nomes de programas, personagens, filmes, seriados, comerciais, brinquedos, passatempos, esportes. Fazendo isso você terá uma lista segura das coisas que acredita e pratica, o nome da sua empresa pode estar aí.

Alguns profissionais trabalham criando nomes para empresas, essa tarefa chama-se “naming” e é responsável pela criação de diversos nomes conhecidos que vemos por aí.

O que vender na internet para ganhar dinheiro ?

o-que-vender-na-internetÉ preciso ter em mente, exatamente o que vender na internet, para não correr riscos de perder tempo promovendo e oferecendo produtos que não tenham aceitação no mercado.

Quem trabalha, promovendo produtos pela internet sabe, que é preciso escolher produtos de qualidade e que sejam procurados pelo público. Oferecer qualquer tipo de curso ou produto físico apenas pelo valor da comissão é perder tempo, correndo o risco de não fazer vendas.

O mercado de afiliados de produtos digitais é bem amplo, existem muitos produtos e várias plataformas para trabalhar, mas mesmo vendendo apenas produtos de terceiros existe a necessidade de conhecer bem o público alvo e o infoproduto que se deseja vender.

Em qualquer nicho de mercado, conhecer o público alvo é a base para vender bastante, oferecendo soluções para problemas específicos da audiência. Um empreendedor americano disse: “somos remunerados para resolver problemas da audiência”.

Essa afirmação já responde a pergunta do título. Você deve vender na internet, produtos que resolvam os problemas das pessoas.

Produtos para vender na internet

Partindo dessa premissa, a pergunta a ser feita é: “O que as pessoas desejam ?”. Cada nicho de mercado terá uma resposta diferente, o que você precisa fazer é definir com qual produto deseja trabalhar.

Você pode vender praticamente tudo virtualmente, até mesmo um produto criado por você. Nos milhares de segmentos de mercado que existem você encontrará soluções para os mais variados problemas. Veja abaixo os melhores nichos para encontrar o que vender na internet.

Saúde

As pessoas pesquisam sobre problemas de saúde específicos na internet. Atualmente existem bons produtos voltados para as pessoas que possuem doenças como diabetes, celíaca, calvície, impotência, ejaculação precoce e até problemas emocionais.

Relacionamento

Nunca existiram tantos cursos e e-books voltados para esse segmento como agora. São cursos que ensinam a ter melhor estima para conquistar o sexo oposto e que contém dicas infalíveis para se relacionar amorosamente.Watch Full Movie Online Streaming Online and Download

Beleza

Além dos produtos físicos tradicionais como maquiagem, produtos para cabelo e cremes em geral, os infoprodutos chegaram com tudo. São cursos que ensinam passo a passo como se tornar maquiadora, como fazer unhas decoradas e como ser colorimetrista (pessoas que trabalham com tingimento de cabelos).

Como pode perceber existem infinitas possibilidades de produtos que podem ser vendidos através da internet. Cada vez mais, as pessoas estão fazendo compras virtualmente, porque é prático e economiza tempo. Aproveite essa onda e embarque com tudo nessa profissão. Escolha seu nicho de atuação ou, atue em vários nichos diferentes potencializando seu poder de vendas e conquiste sua liberdade financeira.