Guincho 24h: descubra quanto custa e muito mais!

Guincho 24h: descubra quanto custa e muito mais!

Todos sabemos que o brasileiro é apaixonado por carro, não é mesmo? Mas as vezes mesmo com todo cuidado e amor ele acaba nos deixando na mão e precisamos chamar um guincho 24h. Nesse momento sempre surge aquela dúvida, “ quanto custa um serviço de guincho?”.

Essa é a pergunta que todo motorista sem seguro automotivo faz quando precisa chamar um socorro em uma região desconhecida.

Agora fique tranquilo que vamos explicar certinho quanto custa  e como é calculado o preço de um serviço de guincho 24h nas principais cidades Brasileiras. Existe uma forma simples que quase todo guincheiro utiliza para definir o custo do serviço, que é: cobrar um valor de saída: R$ 100,00 por exemplo, mais um valor por KM rodado, por exemplo, R$ 1,50.

Vamos supor que o seu carro está quebrado em uma rua na região central no Rio de Janeiro e você precisa levar para uma oficina que fica a 10 Kms de distância. Nas suas buscas por guincho utilizando o google você encontrou um que está a 7 km da sua localização. Neste caso, o preço do serviço, com base nos valores que exemplificamos acima, será calculado da seguinte forma:

Valor da saída: R$ 100,00

Kms rodados até a oficina: 17 Kms; (7 kms até a sua localização; + 10 kms até a oficina )

Kms rodados de retorno: 17 Kms (O guincheiro cobra para voltar para a sua base )

Valor dos kms rodados: 34 km x R$ 1,50 = R$ 51,00

Preço final do serviço de guincho: R$ 100,00 + R$ 51,00 = R$ 151,00

Como você viu, quanto mais perto de você o guincho estiver, mais barato será o valor do serviço – além de mais rápido para chegar. Esta é apenas uma forma de calcular o preço do serviço de guincho, existem várias outras, inclusive algumas mais inteligentes e inovadoras, como é o caso do modelo criado pela empresa Reboque.Me.

A startup lançou um aplicativo de guincho que funciona como o Uber, só que para guinchos e reboques. Na plataforma possui milhares de prestadores de serviço automotivo cadastrados, como guincho, troca de pneu, auxílio combustível e até carga em bateria. Com grande número de prestadores é possível encontrar um sempre perto de você.

Como o valor do serviço de guincho era calculado basicamente por dois fatores: distância percorrida X categoria do carro (automóvel de passeio, moto, SUV e caminhonete ), o app resolveu utilizar outros indicadores para definir o preço do serviço, de forma mais justa para o cliente e guincheiro.

Veja alguns dos fatores que definem o valor do serviço na Reboque.Me:

Quantidade de guinchos disponíveis perto de você

Avaliação do guincheiro pelos clientes

Quilometragem somente de ida sem retorno

Uma das grandes vantagens do app reboque.me – além da alta disponibilidade de prestadores em todas as regiões das cidades onde atua – é o fato de não cobrar o retorno do guincho para a base. Neste caso é considerado no cálculo do preço apenas os quilômetros de ida até a oficina.

Está disponível também uma calculadora de preço de guincho, utilizando o modelo inovador criado pelo aplicativo. Basta acessar a calculadora e informar os seguintes dados:

Modelo do veículo (é autocomplete, basta buscar e selecionar )

Endereço onde você está (se preferir tem a opção da calculadora pegar a sua localização)

Endereço de destino

Pronto, com essas três informações o preço estará disponível rapidamente no canto superior da tela. Outra informação importante que será exibida é o tempo que o prestador levar á para chegar até você.

Caso queira é possível solicitar o guincho por ali mesmo, basta clicar em “Próximo” e informar os dados do cartão de crédito. Na tela seguinte será exibido o nome e localização do prestador que irá fazer o seu atendimento.

Eaí, curtiu essa dica? conta pra gente nos comentários 🙂

Marketing digital aplicado ao setor automotivo

Você sabia que conseguimos aplicar marketing digital em qualquer setor?

Sim é possível e vamos apresentar um exemplo focado no mercado automotivo.

Por definição o marketing digital difere do marketing tradicional, pois envolve canais online e análise de resultados em tempo real. Basicamente o marketing digital serve para aumentar vendas e fortalecer a marca.

Com isso, iremos apresentar um case de combinação de estratégias de inbound e outbound marketing.

O case fornece informações do setor automotivo vendendo cursos de capacitação focado em Design de produto.

Após mapear o persona e saber exatamente onde ele está, inicia-se o processo de captação de leads utilizando as redes sociais através de estratégias de outbound marketing.

Contudo para atração de um lead extremamente qualificado é importante oferecer conteúdo de alto valor. Não obstante, é criado um blog post enviando tráfego diretamente para essa página convidando o lead para a landingpage onde acontece o início do relacionamento através de um webinar que irá acontecer ao vivo, e em poucos dias ofertando outro conteúdo que auxiliará o lead a resolver o seu principal problema.

Após a captura do email é iniciado o primeiro contato através de uma sequência de emails definidos por um autoresponder. O email marketing consegue estabelecer uma comunicação entre a empresa e o público.

Oferecendo conteúdo exclusivo é possível fazer com que o prospect seja ativado descendo funil abaixo. Esse funil representa a jornada da sua audiência desde o primeiro contato até a compra.

Pensando nisso a taxa de abertura de emails é uma métrica essencial para entender se os leads estão interagindo com o seu material. Por este motivo é utilizado muito técnicas de teste ab para saber qual o melhor título, conteúdo e link para seu email

Após estabelecer uma relação de confiança é enviado o link para lead solucionar o seu problema através do webinar. É interessante que o evento seja ao vivo para tirar algumas dúvidas e prender a atenção do prospect até o momento de venda.

Uma das coisas mais difíceis é exatamente esse ponto ‘prender atenção desse lead’, por isso o conteúdo deve ser memorável. Ao apresentar o conteúdo do webinar ocorre a sugestão sobre a venda do produto/serviço que estará disponível somente por determinado tempo. Essa técnica ativa um dos gatilhos mentais que é a escassez. Não obstante é necessário ressaltar todos os atributos do produto antes falar sobre o valor do investimento, pois assim realizamos a ancoragem de preço na cabeça do consumidor.

Uma boa taxa de conversão é 10% da audiência presente no webinar. Para os outros possíveis clientes que não efetuaram a compra é interessante fornecer mais conteúdo utilizando estratégia de inbound marketing convidando novamente para uma possível venda após um tempo. Talvez ele ainda não esteja preparado para adquirir ou o produto não seja adequado para ele naquele momento. É importante saber que você não conseguirá vender para todos.

Dentro desse fluxo conseguimos estabelecer uma comunicação com o potencial cliente, relacionamento para gerar confiança e por fim a venda que é o resultado de todo o trabalho. Dessa forma iniciamos um novo processo que é o sucesso cliente. Mas esse assunto veremos em uma próxima oportunidade.

Gostou das dicas? escreva sua opinião nos comentários e até a próxima!

Deivid Oliveira

Dá camaleão tresdê

07 dicas de empreendedorismo para seu negócio

07 dicas de empreendedorismo para seu negócio

Como anda sua empresa? Está pensando em empreender? Antes de começar qualquer negócio ou continuar, é preciso considerar várias coisas para se dar bem em qualquer ramo e atividade que deseja atuar.

O mercado está em constante mudança e nem sempre estamos em tempo de acompanhar todas elas. Como ser um bom empresário? O que meus clientes esperam de mim? Quais erros que não posso cometer? Veja agora 07 dicas de empreendedorismo para seu negócio e garanta que sua empresa esteja sempre em amplo crescimento e sucesso.

QUAL SEU PERFIL DE NEGÓCIO

Seu negócio precisa ter sua cara, seu perfil e esse perfil não é somente o tipo de negócio mas também qual a modalidade dele. Por exemplo, muitos empresários começam um negócio do zero, mas outros preferem ir pelo caminho das franquias, que é uma modalidade empresarial que você adquire o direito de uma marca de vender seus produtos e serviços, rateando os lucros.

Muita gente começa pelas franquias e pode ser essa a modalidade melhor pra você no momento, mas as vezes o sonho do negócio próprio é tão grande que é melhor correr o risco de começar algo e passar por todos processos que isso implica, e isso tem relação com a cor e a cara do logotipo, o site, os produtos e serviços administrados…decida seu perfil e toque o negócio que melhor combine com ele.

PARE DE IDEALIZAR O EMPREENDEDORISMO

A palavra Empreendedorismo virou moda e hoje os empresários não são mais empresários, viraram empreendedores. Sabemos que isso são palavras de efeito que de tempos em tempos ficam famosas, mas no fim das contas ser empresário é matar um leão por dia pra ter um negócio próprio de sucesso.

Pare então de ir pelas modas do momento e de ficar idealizando o que grandes palestrantes do mundo do empreendedorismo falam, pois muito do que é dito é mais fantasioso do que real. Foque em sua empresa, no que ela precisa e idealize sim o seu sonho e lute para ele se tornar realidade, é esse o ponto que você deve realmente pensar.

ESTEJA DISPOSTO A MUDAR DE ESTRATÉGIA

Quando você estiver tentando atingir um determinado objetivo e parece que nada funciona é hora de mudar de estratégia. Não desista do negócio e de todos os sonhos e projetos que idealizou, mas busque novas rotas dentro desse projeto por que quando os erros se repetem muitas vezes, é por que ou algo está muito errado ou algo já não serve mais…ou nunca serviu para sua empresa.

FAÇA PLANEJAMENTOS REGULARES

Um bom empreendedor nunca deixa de planejar, portanto planeje novas metas quando os objetivos propostos já tiverem sido atingidos. O planejamento é que direciona seu negócio e não deixa você perdido, principalmente quando as coisas não dão muito certo.

Não desista nunca da ideia inicial, mas sempre abra oportunidades de pensar diferente e de criar novas ideias dentro daquela. Sua empresa funciona no ritmo que você der, então mantenha ela em movimento e de modo que os resultados positivos nunca parem de aparecer.

DESAPEGUE DA CONCORRÊNCIA, MAS FIQUE DE OLHO

Desapegar da concorrência é não se deixar levar por ela, a ponto de tudo que ela fizer você tem que fazer também. Apesar do saudoso Chacrinha ter tido em relação a televisão que ´´nada se cria, tudo se copia“, isso não significa que suas ideias originais não devem sair do papel…elas tem que sair e você tocar seu negócio sem a intervenção dos seus concorrentes.

Mas ficar de olho no que eles estão fazendo é primordial, pois uma estratégia certa deles pode ser um bom negócio também pra você, mas o importante é que você inove essa ideia e traga mais valor para seu serviço ou produto. Copie se for necessário, mas deixe seu produto mais interessante.  

INVISTA EM COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA

Site, blog, redes sociais, smartphones, tablets, computadores…tudo isso tem a ver com o atual mundo tecnológico e hoje uma empresa que não está na internet é por que está morta.

Não deixe de atuar ativamente nas redes sociais; tenha um blog atualizado e com assuntos que seu público quer ler; tenha um site simples e bonito sobre sua empresa e permita que todos os dispositivos possíveis possam acessá-los. Quanto mais a tecnologia estiver alicerçada a seu negócio, mais clientes você irá atingir.

NÃO DEIXE OS FRACASSOS TE ABATEREM

A dica universal para qualquer negócio é: não desanime no meio da pressão! Momentos de crise no negócio irão vir e terá vezes que parece que você irá desistir, o importante é que todas as vezes que vier esse sentimento, o sonho e o plano que desenhou seja maior. Acredite no seu sonho e no seu negócio! É isso que vai te levar ao sucesso certo!

FBV CURSOS E SEU NEGÓCIO

Além de acreditar no seu negócio, é importante que você esteja altamente qualificado para ele. Na FBV Cursos, você possui vários cursos para tocar bem sua empresa e até como começa-la. É o curso de Como Iniciar seu próprio negócio, além de Empreendedorismo e Gestão de Pessoas, que irá garantir a vitória da sua empresa diante da concorrência.

Acesse agora a FBV Cursos e faça cursos gratuitos com certificado que irão fazer sua empresa decolar!

Como ter sucesso em seus negócios?

Como ter sucesso em seus negócios?

Montar o seu próprio negócio é o sonho de milhares de brasileiros. Alguns são motivados pelo sonho de trabalhar sem patrão e outros precisam dar o primeiro passo na montagem da sua empresa em função de dificuldades de conseguir um emprego formal de carteira assinada.

 

Independente da motivação, um fato marcante em nosso país é o elevado número de empresas que fecham logo no seu primeiro ano de vida por diversas razões como, por exemplo: falta de conhecimentos sobre o gerenciamento de um negócio, dificuldades em conseguir empréstimos e financiamentos para alavancar o negócio e medo de arriscar e fracassar.

 

Entretanto, apesar desse cenário aparentemente desanimador, o Brasil ainda é um país considerado como entusiasta do empreendedorismo uma vez que ousadia e espírito motivacional são consideradas duas características presentes em boa parcela da população de nosso país.

 

Portanto, se você tem o sonho de abrir seu próprio negócio e controlar as decisões da empresa na qual trabalha, saiba que existem algumas dicas básicas fundamentais para te ajudarem a alcançar sucesso nessa jornada. Desta forma, é hora de tomar coragem e deixar o medo de lado!

1- Conhece-te a ti mesmo

 

Este é um dos ditados gregos mais famosos do mundo e deve ser aplicado logo no início da sua jornada. Afinal, você precisa ter autoconhecimento para saber exatamente em quais áreas poderá obter maior êxito.

2- Invista em conhecimento

 

Para os iniciantes no mundo dos negócios é fundamental investir em conhecimento e preparo, como por exemplo a leitura de livros e estudos relacionados ao nicho de atuação e a realização de cursos ligados às áreas de empreendedorismo e gestão de empresas.

 

Muitos medos e incertezas serão superados simplesmente com a obtenção de informações de qualidade. Portanto, não negligencie estas primeiras etapas na montagem de um negócio.

3- Seja perseverante e determinado

 

As pessoas que conseguem sucesso no empreendedorismo geralmente são aquelas que não desistem quando surgem as primeiras adversidades e aprendem a ser resilientes, ou seja, se recuperar dos tombos e voltar ainda mais fortes.

4- Tente conciliar uma atividade rentável com uma atividade prazerosa

 

Montar um negócio somente porque ele parece ser rentável financeiramente é um erro cometido por muitos empreendedores de primeira viagem. Com o passar do tempo e o aumento das dificuldades, um trabalho penoso será mais um motivador para você abandonar a empresa.

 

Portanto, é essencial que você busque também uma atividade na qual você sinta prazer em trabalhar, pois as chances de sucesso serão amplificadas neste caso.

5- Caso precise de crédito para alavancar a empresa, pesquise as menores taxas de juros

 

Infelizmente, o crédito em nosso país é um dos mais caros do mundo e este fator desanima muitos empreendedores que precisam de dinheiro emprestado para alavancar os negócios de sua empresa.

 

Sendo assim, se você se encontra nesta situação é muito importante que faça diversas pesquisas para comparar as diversas linhas de financiamento e/ou empréstimos para empresas. Nunca aceite o crédito de um banco ou financeira sem antes comparar com no mínimo outras três instituições.

 

Este conselho também se aplica a empréstimos pessoais. Com o avanço da internet, muitas empresas oferecem crédito online com taxas de juros muito mais atrativas do que aquelas oferecidas pelos grandes bancos. Portanto, cuida também das suas finanças pessoais para que isto não atrapalhe as finanças de seus negócios.

 

Esperamos que estes simples conselhos possam te ajudar a ter êxito no mundo dos negócios e que você consiga realizar seus sonhos com a montagem de uma empresa de sucesso!

Por que se preocupar com a comunicação visual do seu negócio?

Bem ou mal trabalhada, o fato é que a comunicação visual já existe no seu negócio em diversas frentes. As fotos, imagens, vídeos, placas informativas, ilustrações e outros recursos que utiliza nas redes sociais, dentro do seu site e até mesmo no ponto de venda, estão associados a ela.

Assim, pode-se entender que a comunicação visual abrange todos os tipos de recursos que podem informar algo somente com um olhar. Uma técnica que sintetiza diversas mensagens por meio de peças visuais.

Como utilizá-la a favor do seu negócio? Continue a leitura para saber por que você deve se preocupar com a comunicação visual!

Para que serve a comunicação visual?

A partir da comunicação visual, é possível facilitar o entendimento de informações, além de torná-las mais atrativas, pois utiliza cores, desenhos e ícones para substituir frases que explicam os detalhes do que se quer expressar. Porém, a maior força da comunicação visual é a conexão. A partir dela, é possível associar sentimentos, valores e posicionamentos a pessoas e marcas, de forma mais intensa e rápida do que um texto escrito.

A comunicação visual é facilmente exemplificada se pararmos para pensar em um coração ou uma garrafa de vidro de refrigerante com uma tarja vermelha no centro. Ainda que nada esteja escrito, sabe-se que o primeiro é um símbolo para o amor e o segundo para a maior marca de refrigerantes do mundo.

Essas formas de alusão a que estamos acostumados não surgiram do nada. Alguém teve a ideia, que foi assimilada pelos demais, e então se tornou um consenso geral, como é o caso do coração (que, inclusive, não tem similaridade com o formato anatômico do órgão humano).

Um trabalho complexo

Em um contexto altamente midiático, a criatividade para fazer mais marcas terem sua existência e identidade reconhecidas pelo público se tornou um trabalho complexo. Ao mesmo tempo em que seu potencial aumentou significativamente com as mídias digitais, facilmente compartilhadas e acessadas. Visto isso, é preciso olhar para a comunicação visual com a devida importância, quando está claro que ela ajuda os compradores a criarem um vínculo, uma opinião e uma lembrança da empresa.

Como beneficiar seu negócio com a comunicação visual?

O desenvolvimento da identidade visual é o primeiro passo dessa categoria da comunicação. Porém, lembre-se que ela reflete algo, não sendo um fim em si mesma.

Ou seja, é preciso ter clara a missão, a visão, os valores da empresa, bem como o perfil dos clientes, pois a partir daí, serão trabalhadas ideias que transmitam tal posicionamento. Ninguém faz uma funerária com o logo de sorriso por exemplo, mas há mais a ser explorado do que somente a cor preta, e isso só poderá ser desenvolvido se os gestores do negócio tiverem clareza quanto às diretrizes citadas.

A logomarca, apesar do protagonismo, não está sozinha na missão de fazer a empresa ser notada e guardada. Todas as referências que constam nela (fonte, cores, formas, ilustrações e sentimentos que procura expressar) devem ser desdobradas nas demais articulações da empresa.

Dessa forma, indiretamente, toda a simbologia feita sobre o negócio se reforça dentro do ponto de venda. Isso se dá por meio da cor e estilo dos móveis, na linguagem e característica da fonte utilizada, no site, nos posts, nos avisos e conteúdos produzidos e nas fotos escolhidas para figurarem os posts. Assim, aos poucos, consegue-se conquistar esse espaço dentro da memória dos compradores.

Posso utilizar a comunicação visual no Marketing Digital?

Não só pode como deve e as razões para isso são muitas. A partir das tecnologias digitais, o desenvolvimento criativo visual ganhou muitas possibilidades e agilidade. Ferramentas de criação e edição estão aí para comprovar todas as proezas possíveis.

Somado a isso, os canais se multiplicaram. Hoje, é possível divulgar banners em diversos portais pelo Google, possuir blog próprio, redes sociais e site.

A abrangência perdeu os limites, até porque, o investimento é acessível para utilizar todas essas opções durante a execução da estratégia de marketing digital. Novas funções e recursos são lançados cotidianamente, a fim de explorar e incentivar a natureza comunicativa do ser humano que quer ser visto, valorizado, ouvido e respondido com a mesma rapidez com que emite as opiniões que tem.

A qualidade

Um ponto de atenção, contudo, é a qualidade. Há quem acredita ser possível executar sozinho todas as tarefas estratégicas, criativas e operacionais envolvidas no marketing digital.

Não é o caso! Alguém sem o conhecimento necessário e, portanto, não sabendo exatamente o que está fazendo, não pode garantir a qualidade de tal tarefa.

A criação e os desdobramentos da comunicação visual precisam de cuidados profissionais para construir a solidez desejada por qualquer marca. É um trabalho contínuo, de periódico monitoramento e reinvenção para atender às mudanças de comportamento dos compradores.

Exigências para ser ouvido

Impactar um público consumidor como o atual é completamente diferente de poucas décadas atrás. As exigências e o poder de serem ouvidos são maiores. Uma realidade que pode ser utilizada a favor da marca, quando é profissionalmente gerenciada.

A comunicação visual pode chegar rapidamente a essas pessoas que consomem muita informação, que a querem de forma clara e empática, por estar de acordo com os interesses que possui, nos formatos que mais têm familiaridade. Identificar todos esses fatores e norteá-los, de forma a beneficiar ao máximo a empresa, é uma habilidade diferente de gerenciar funcionários, prezar pela qualidade da entrega e controlar as finanças.

Ambas são talentos cruciais para empresas que querem ter reconhecimento e se estabelecer no mercado, possível apenas ao firmar uma imagem clara de si mesma e da importância que tem dentro do mercado que atua. Banalizar ou omitir a importância e atenção para a comunicação visual é deixar por conta da sorte os resultados e a experiência que o público consumidor tem com o negócio.

Ficou com alguma dúvida ou quer dar a sua opinião sobre o assunto? Deixe um comentário abaixo e até o próximo post!