Sua Ideia De Negócio É Boa? A Resposta Definitiva!

É difícil uma vez que converso com um aspirante a empreendedor sem que ele não me faça uma pergunta do tipo:

  • Você acha que montar tal negócio é uma boa ideia?

E se eu lhe mostrasse algo que seja capaz de responder OBJETIVAMENTE se a sua ideia de negócio pode realmente ser uma oportunidade… Você estaria interessado?

Sim? Ótimo, Então Vamos Lá, Não Vai Doer Nada!

Por falar em doer, eu estou me recuperando de uma dor de garganta, e o médico me receitou um remédio que deveria me fazer ficar sonolento. Mas, não sei por que, estas coisas sempre têm efeito contrário comigo.

Da minha insônia às três da manhã nasce este post. :-]

Vamos combinar uma coisa? Se eu disser algo que você não gostou, colocamos a culpa no remédio, ok?! Brincadeira!… rs

Você vai descobrir aqui ↓↓↓

Descobrindo Se A Sua Ideia De Negócio É “Boa” Ou “Ruim”

Basicamente, para descobrir se uma determinada ideia de negócio é uma oportunidade de negócio para você precisamos nos aprofundar em três aspectos:

  1. As suas expectativas pessoais e financeiras com o negócio,
  2. O mercado para a sua proposta de valor (produtos e serviços) e
  3. Os números do negócio.

Primeiro, bom ou ruim é absolutamente relativo. Absolutamente relativo é ótimo!

O que é bom para uma pessoa pode ser razoável ou até ruim para outra. Por isso, antes de responder se a sua ideia de negócio é uma boa, é importante descobrir o que você quer com um negócio próprio.

Por exemplo, um empreendedor poderia querer gerar uma renda extra, já outro, poderia estar interessado em criar um negócio altamente lucrativo e com taxas de crescimentos acima da média.

Em outro caso o empreendedor poderia estar interessado em trabalhar junto com a família, objetivos totalmente diferentes.

Em segundo lugar, o mercado é quem vai validar se o negócio é bom mesmo. É nele que você descobre os ajustes que deve fazer nos produtos e serviços, quanto vai vender por mês e a que preço.

E, por último, o fator capaz de transformar a subjetividade do “bom ou ruim” em algo totalmente mensurável, por natureza até, os cálculos de viabilidade financeira.

LÁ VAI: SE VOCÊ QUISER DESCOBRIR SE SUA IDEIA DE NEGÓCIO É “BOA OU RUIM” VOCÊ OBRIGATORIAMENTE DEVE FAZER OS CÁLCULOS DE VIABILIDADE FINANCEIRA.

Espere Um Pouco…

Antes que você deixe esta página porque tem aversão ao termo “cálculos financeiros”, eu quero te dizer que existem maneiras de gerar estes cálculos automaticamente (no final eu te mostro) e que você não precisa saber fazê-los, aliás, ninguém normal faz estes cálculos sem ajuda.

Se você por acaso os faz, desculpe me, mas pra mim você é um anormal, quem sabe um superdotado.

Claro, estes cálculos financeiros são baseados nas suas previsões do mercado e para dizer se o resultado é “bom” ou não você utilizará seus parâmetros pessoais (seus objetivos pessoais com um negócio próprio).

Dito Isso, Veja Agora…

Os 4 Indicadores Financeiros E 1 Ferramenta Capazes De Decifrar O Enigma Da Boa Ideia

1 – A Lucratividade

Para entendermos o conceito de lucratividade primeiro é preciso saber o que é lucro. Basicamente, o lucro é o que sobra do faturamento depois de pagar as despesas do negócio.

LUCRO LÍQUIDO = RECEITAS – DESPESAS

Na verdade, o lucro tecnicamente falando, de acordo com a lei 6404/76, tem a fórmula bem grande e foge do nosso objetivo aqui, por isso, eu não vou entrar nos detalhes. Se você quiser saber mais, neste link tem a fórmula completa da DRE e ao final você verá o termo “resultado líquido”, que é o mesmo que “lucro líquido”

Mas eu já te adianto que você não precisa saber esta fórmula ENORME para avaliar financeiramente uma ideia de negócio.

Minha intenção aqui é te dar informações práticas e úteis para seu objetivo e não lhe sobrecarregar com informações que talvez você nunca use.

Entendido o lucro com as devidas ressalvas, a lucratividade de um negócio nada mais é do que seu lucro líquido dividido pelo faturamento com a venda de produtos e serviços.

Cada mercado tem suas taxas de lucratividade, mas em média, uma empresa deveria lucrar entre 10% e 15 %.

Veja a fórmula da lucratividade:

LUCRATIVIDADE = (LUCRO LÍQUIDO / RECEITA LÍQUIDA) X 100

Por exemplo: Se a previsão de lucro e de faturamento fossem respectivamente 10 mil e 50 mil por mês, a lucratividade seria 10 mil / 50 mil = 20%.

2 – Você Conhece O ROI?

Não Este Roy!

Estou me referindo ao ROI com “i”: do inglês “Return Over Investment” ou Retorno Sobre o Investimento, que também pode ser chamado de rentabilidade.

Iniciar um negócio próprio é um investimento assim como aplicar o dinheiro no banco ou comprar um imóvel.

No caso de um imóvel, por exemplo, a rentabilidade é o valor do aluguel que você recebe (menos impostos), dividido pelo valor do imóvel.

Em um negócio próprio, a rentabilidade é o rendimento do capital investido (o lucro líquido) dividido pelo total do investimento.

A Fórmula do Retorno Sobre O Investimento:

RENTABILIDADE = (LUCRO LÍQUIDO / INVESTIMENTO TOTAL) X 100

Por exemplo, você investe 100 mil para montar uma empresa e depois de tirar o seu pró-labore a empresa lucra 10 mil. Desta maneira, a rentabilidade do capital investido na empresa é 10 mil / 100 mil = 10%.

A rentabilidade é o que te faz abrir um negócio ao invés de investir no tesouro direto, por exemplo.

3 – Ponto De Equilíbrio

Este indicador é importante para você saber qual o mínimo que você precisa vender mensalmente para não ficar no vermelho. Esse é um número que todo empreendedor deveria ter em mente ao iniciar um negócio.

O ponto de equilíbrio pode ser calculado em número de unidades vendidas ou em reais. Em uma loja de roupas, por exemplo, o ponto de equilíbrio poderia ser vender R$ 20 mil ou 200 peças de roupas por mês.

Você pode ter, inclusive, uma estimativa diária de quanto precisa vender, o que aumenta o sentimento de segurança, já que você não precisa esperar o final do mês para saber se o negócio vai bem ou não.

Fórmula Do Ponto De Equilíbrio Em Reais:

PONTO DE EQUILÍBRIO = CUSTO FIXO / MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO PERCENTUAL

4 – Payback – Prazo De Retorno Do Investimento

Este nada mais é do que o tempo que o negócio consegue se pagar. Quanto mais rápido, melhor é o investimento. Bons projetos deveriam se pagar em até dois anos.

Eu tento manter o foco, mas está difícil, é oportuno, prometo! Acho que é efeito do antialérgico. :-]

Às vezes eu vejo ofertas de franquias onde o retorno do capital (payback) acontece em cinco anos e o contrato também termina em cinco anos. Ué… espere aí…

Durante cinco anos você faz retiradas mensais a título de pagamento do seu pró-labore, seu salário. Ao final deste período é quando você deveria recuperar o capital investido, seu retorno financeiro de verdade, e continuar com o negócio.

Mas nesta hora seu contrato com a franquia também termina e, se você quiser continuar com a marca, é preciso reinvestir para renovar o contrato.

Já que o único dinheiro que você retirou do negócio foi seu salário mensal para administrá-lo, então você não comprou uma franquia. Você arriscou seu dinheiro para comprar um emprego? :-/

Se é este o seu caso, verifique a COF e o contrato da franquia em questão para se certificar. E faça também os cálculos financeiros, normalmente, como se você estivesse montando um negócio independente.

Voltando Ao Payback…

Na prática, você pode descobrir o tempo de retorno do seu investimento apenas somando o lucro de cada mês (se a projeção estiver mostrando prejuízo, você deve abandonar a ideia, claro!) até atingir o valor investido no negócio.

Por exemplo, se o seu negócio lucra 5 mil reais ao mês e você investiu 40 mil, o payback seria de 8 meses. Somando os 5 mil de lucro a cada mês, em 8 meses você recuperaria o valor do investimento.

Essa é uma amostra de retorno financeiro de um negócio muito bom, quase utópico.

A Fórmula do Payback (caso você não queira fazer pela maneira acima):

PAYBACK = INVESTIMENTO TOTAL / LUCRO LÍQUIDO

Você pode me dizer: “Está bem, mas o negócio não tem lucro igualmente todos os meses. Em alguns meses ele vai lucrar 4, 5, 8 mil. Sempre haverá variações positivas e negativas”. Elementar, meu caro Watson.

É justamente por não haver esta linearidade que existe uma ferramenta chamada Fluxo de Caixa Descontado. Nele você analisa as previsões de entradas e saídas em um espaço de tempo, normalmente de 5 anos.

1 – A Ferramenta: O Fluxo De Caixa Descontado

Esta ferramenta registra as previsões de entradas e saídas no caixa da futura empresa, o lucro (ou prejuízo) e os investimentos ao longo de vários períodos.

Baseado nestes números é possível avaliar o valor da empresa hoje, caso ela existisse. Meio estranho, não é? Mas é isso mesmo!

Você faz as previsões de quanto a empresa venderia, dos impostos, custos, juros do capital investido, etc. e projeta isso ao longo de 5 anos, por exemplo. Através de fórmulas financeiras, você descobre quanto a empresa valeria hoje, se as previsões se concretizarem.

O fluxo de caixa descontado é muito útil para você saber se vale a pena investir o seu dinheiro no negócio ou mesmo pegar capital de terceiros (empréstimo, sócios, investidores).

NÃO É POSSÍVEL SE FALAR EM CAPTAR RECURSOS FINANCEIROS CONSCIENTEMENTE SEM SE TER UMA PROJEÇÃO DO FLUXO DE CAIXA DESCONTADO DA IDEIA DE NEGÓCIO.

Você pode até tentar, mas certamente quem for lhe emprestar o dinheiro vai lhe requerer estas projeções, a não ser que você peça empréstimo ou faça uma sociedade com parentes e amigos, onde o risco pode ser maior, pois você poderá perder os amigos e a confiança da família.

Para os profissionais do financeiro, eu não vou entrar no VPLTIRTMA, EBITDA e Máxima Exposição do Caixa por dois motivos. Eu fugiria do escopo deste texto e o artigo ficaria muito extenso.  :-]

Tanto o fluxo de caixa descontado como vários outros indicadores de viabilidade de um negócio você encontra nas planilhas Seu Negócio Lucrativo. Elas também fazem parte do Kit Novo Negócio…

Aqui Você Vê Várias Outras Telas Do Nosso Simulador De Negócios, Confira.

Para Finalizar…

Recapitulando, nós vimos que para saber se uma ideia de negócio é oportuna para você, nós devemos analisar por três ângulos:

  1. As suas expectativas financeiras e pessoais com o negócio,
  2. O mercado para a sua proposta de valor (produtos e serviços) e
  3. Os números do negócio.

Embora embasado nos seus objetivos e no mercado, são estes últimos, os cálculos financeiros, que têm o poder de lhe dizer objetivamente se a sua ideia de negócio vale a pena.

POR MAIS QUE VOCÊ PERGUNTE A SEUS AMIGOS, PARENTES OU ESPECIALISTAS EM NEGÓCIOS, NENHUM DELES TÊM CONDIÇÕES DE LHE DAR UMA RESPOSTA OBJETIVA DO POTENCIAL DA SUA IDEIA DE NEGÓCIO. INFELIZMENTE, APENAS OS CÁLCULOS FINANCEIROS TÊM ESTE SUPERPODER.

Lembre-se: Mais importante do que convencer possíveis investidores, é  você se convencer de que o negócio é uma boa ideia.

Neste Momento Eu Sei Que Você Pode Estar Pensando:

“Como Eu Vou Fazer Estes Cálculos Financeiros?”

Realmente, você tem razão em pensar desta maneira. Seria quase impossível para alguém que não é um profissional da área fazer estes cálculos financeiros corretamente.

Cálculos Automáticos de Viabilidade!… Agora sim!

Acalme-se, pois pensando justamente nesta dificuldade de 99,9% das pessoas, disponibilizamos junto com o Guia Como Abrir Um Negócio as planilhas para você fazer estes cálculos financeiros automaticamente apenas preenchendo os números do negócio.

Você preenche os números e, ao final, vê o resultado da sua ideia de negócio. É muito prazeroso, como dar uma espiadinha no futuro da sua ideia de negócio.

Espero sinceramente que você tenha gostado do artigo. Deixe seu comentário abaixo, pois sua opinião é muito importante para que eu possa produzir o conteúdo que você deseja… Agora acho que o remédio está fazendo o efeito esperado… até nosso próximo artigo…

Um forte abraço!

O mercado de self storage e guarda móveis no Brasil

O mercado de self storage e guarda móveis no Brasil

Com os imóveis cada vez menores, as pessoas têm enfrentado um problema cada vez mais crescente: a falta de espaço para armazenar móveis, objetos e até documentos. Por causa disso, surgiu um novo mercado: o guarda móveis ou self storage, que são galpões, ou boxes, que podem ser alugados para armazenar suas coisas.

Os galpões variam no tamanho (1 m² a 100 m²) e podem ser alugados mensalmente. É comum que eles fiquem em lugares de fácil acesso. O termo “guarda móveis” não é o preferido entre os empresários do ramo, já que não transmite a ideia de proximidade do meio urbano.

Empresas e pessoas usam o self storage para diferentes fins: pessoas costumam guardar móveis durante uma reforma ou itens que não são usados com tanta frequência, como enfeites de Natal ou bicicletas. Já as empresas costumam guardar arquivos antigos ou estoque, por exemplo. As lojas online também têm recorrido bastante a esse serviço para armazenar todo o seu estoque, além de pequenas empresas, que geralmente não dispõe de um lugar adequado para guardar equipamentos eletrônicos, documentos e inventários.

A facilidade de alugar um galpão é um ponto bastante positivo. Não é preciso muita burocracia e com apenas alguns documentos pessoais e comprovante de residência você fecha o negócio. Você paga antecipadamente pelo serviço, cerca de R$ 90,00 o metro quadrado por mês. A altura do galpão é de 3 metros. O valor do metro quadrado diminui se você alugar uma área maior.

A empresa não tem acesso ao galpão que foi alugado e o cliente tem seu próprio cadeado. O cliente precisa informar apenas um valor médio de todos os objetos armazenados para que seja feita uma apólice de seguro.

Não é muito complicado ter esse tipo de negócio. Você precisa investir em monitoramento, segurança e poucos funcionários, tanto para atendimento ao cliente quanto para a manutenção do lugar. Isso não quer dizer que o investimento não seja alto, já que o custo imobiliário exige capital para abertura e manutenção do negócio. A parte mais difícil é encontrar bons galpões dentro das cidades.

Também é preciso investir capital em marketing, já que não é todo mundo que tem conhecimento sobre o conceito guarda móveis ou self storage. As pessoas passam a valorizar muito mais o negócio depois que entendem o que é, o conceito e como funciona.

A maioria desses galpões fica no Estado de São Paulo e a oferta tem aumentado cada vez mais. A Metrofit, fundada em 2012, fruto de uma joint venture entre o grupo TRX e a Metro Storage, é uma renomada empresa no setor de espaços para armazenamento de documentos e objetos de pessoas físicas ou jurídicas. Em 2015, a MetroFit Santo André foi eleita a melhor operação de self storage do mundo pelo prêmio norte-americano Best New Facility of the Year. Sua principal missão é proporcionar aos clientes uma locação imediata de espaços em ambientes urbanos. Tudo com muita tranquilidade, confiança e segurança.

Programa Confiança Inabalável Funciona mesmo? Confira minha análise completa

Quer saber se o Programa Confiança Inabalável funciona? Neste artigo eu vou te explicar porque o programa confiança inabalável é o melhor curso de 2018 para conquistar a confiança que você precisa para conquistar as mulheres que você quer!

O que é o Programa Confiança Inabalável ?

É um curso online criado por Adriano Moura, especialista em desenvolimento masculino, habilidades socias e lifestyle que explica um método passo-a-passo para qualquer mulher ficar completamente louca por você, ignorar os outros e ver você como o único homem que satisfará a todos. desejos.

Você aprenderá as mensagens certas que acessam a mente das mulheres, gerando emoções poderosas. Ensina quais são os erros básicos que todo homem comete e como evitá-los, a fim de atrair toda a atenção de qualquer mulher.

Você aprende a gerar atenção, conexão, conforto e como implantar desejos nas mentes das mulheres. E você sabe o resultado? As mulheres são loucas para sair com você.

Programa Confiança Inabalável funciona mesmo ?

Deixe-me perguntar: E se este conhecimento ajuda a obtermais apenas um encontro com uma mulher interessante eatraente? Apenas um. O que isso valeria para você?

Agora, pergunte-se: se não houver mesmo uma hipótese deque este livro possa ensinar você como satisfazer uma mulheratrás da outra  e obter datas com mulheres maravilhosastanto quanto você quer? E se você realmente pode aprender aatrair o tipo de mulher ou mulheres que você sempre quis eobter esta parte da tua vida manipulada para o bem?

Quanto isso valeria para você? Mil reais? Dez mil? Mais? Paraa maioria dos homens que eu sei, seria impagável.

 a possibilidade de ter este tipo de sucesso com as mulheresseria a pena o investimento. Eu pessoalmente investiu mais detrês anos e milhares de dólares para aprender a ter sucessocom as mulheres.

Quem me dera que eu seria capaz de comprar este conhecimento, visão e experiência por R$97 quando comecei. E eu sei que você será feliz que você fez oinvestimento em si mesmo depois de ter seu primeiro sucessoapós a leitura.

Uma coisa é certa: para o resto da sua vida de solteiro você vaiver o que você gostaria de conhecer mulheres. Ou você vaiestar falando com uma mulher em algum lugar, acho que ela érealmente atraente e quero pegar o telefone dela, então vocêpode encontrá-la novamente. Ou você vai estar com umamulher e quero usar a força física com ela…

A questão é, você vai saber exatamente o que fazer e dizerpara ter sucesso? Ou vai cada um de deixar escapar essasoportunidades e nunca se sabe o que pode ter acontecido?

Eu tenho um último pensamento para compartilhar com vocês.

Depois de estudar o comportamento por muitos anos, uma coisa eu sei: se você não tomar a decisão de obter esta parte da sua vida tratada neste momento,  uma chance muito,muito pequena que você vai fazer alguma coisa no futuro.

Você sabe como dizer que alguém não sabe como chegar aalgum lugar a menos que você  esteve  mesmo? Bem, estive lá, e eu vou te mostrar o caminho. Pensa nisso…

Site Oficial ⇒ http://metododeseducaoalpha.com.br/treinamento-completo/

Vale a pena comprar o Programa Confiança Inabalável ?

A reposta é sim ! Se você quer vencer sua timidez e está cansado de investir em coisas exteriores para conquistar as mulheres, faça a melhor decisão para sua vida neste ano de 2018 e invista em você mesmo! Invista na sua confiança, invista naquilo que te fortalecerá não apenas para conquistar mulheres mas também para ser mais respeitado entre os seus amigos, seus colegas de trabalho e a sua família!

Clique no link do site oficial para comprar ⇒ http://metododeseducaoalpha.com.br/treinamento-completo/

Investir em bens externos só vai ser uma muleta para você, de que adianta chegar de carrão na balada e não ter coragem e confiança para abordar nenhuma mulher? Com o programa confiança inabalável é exatamente isso que você vai desenvolver, uma confiança interior que está além dos bens que você pode comprar!

Ah, e ainda tem a garantia de 30 dias! Caso você acha que não funcionou pra você, você tem 30 dias após a compra para pedir seu dinheiro de volta. Bela garantia em?

Clique no botão abaixo e siga para fazer sua inscrição !

Site Oficial ⇒ http://metododeseducaoalpha.com.br/treinamento-completo/

O que é sistema ERP [Guia Passo a Passo Atualizado 2018)

Todo o negócio possui rotina e características específicas. Dentre os benefícios, eles também apresentam malefícios. Não há muito tempo para atingir a solução de todos, e por isso, recorre-se a outros meios de solucionar as questões necessárias.

O gerenciamento dos dados de um negócio auxilia a empresa ao destaque e desenvolvimento de modo sustentável. Esse é um dos benefícios de um ERP. Do inglês, “Enterprise Resource Planning”, o ERP é um sistema integrado que aperfeiçoa a gestão empresarial, reduzindo as perdas, aumentando a produção e destacando uma maior disponibilidade de tempo.

Nisso, está a intenção de permanecer bem colocado no mercado. O negócio promove a busca de mercado, produz e cria estratégias, contrata equipe de talento e destaca o investimento em marketing para atingir a posição e metas pretendidas.

O que é um ERP e para que serve ?

ERP, ou ainda o sistema integrado de gestão da empresa é um software que promove a organização do fluxo de dados e informações correspondentes aos movimentos realizados pelo negócio, através dos módulos de cada setor. O sistema gerencia as estatísticas das áreas do negócio e demonstra soluções íntegras para o gerenciamento empresarial. Ele aperfeiçoa o olhar a respeito dos informativos referentes a procedimentos de operações, administração e gerenciamento, de modo a concentrar dados daquilo que mais seja relevante para o negócio naquela instância.

Nesse sistema, as diversas áreas do negócio se integram, resultando em dados disponibilizados em relatório gerados a partir de todas.

Módulo é uma nomenclatura técnica que traz a designação dos fragmentos do ERP. O grupo interligado desses fragmentos é o que auxilia a visualizar o que ocorre em cada área, disponibilizando estatísticas e informações importantes de todos os setores.

De que forma um ERP auxilia o negócio?

O ERP online consegue manter o controle das questões financeiras, como exemplo de débitos a serem pagos pela empresa, em data exata. Ele organiza os dados da empresa para uma melhor forma de observar a entrada e saída do fluxo de gastos e informações. Ele apresenta um caráter evolutivo aos setores administrativos da empresa. Os benefícios variam conforme o aperfeiçoamento da empresa pela sua gestão e a habilidade em conter dados atualizados, além de conhecer as teorias para as avaliações.

 

É natural que o negócio utilize vários sistemas, um em cada setor para o procedimento dessas tarefas. Exemplificando: uma área de funcionários possui suporte para realizar a folha de pagamento, sendo que outra promove o estoque e utilização dos recursos para controle de inventários, entradas e saídas, e a área financeira utiliza softwares para um controle do faturamento e fluxo de caixa. Nesse caso, estipular um valor errôneo no pagamento dos servidores ou ainda esquecer algum aviso ao financeiro a respeito de compra para oportunizar a antecipação de sazonalidade, pode gerar fortes impactos no fluxo de caixa.

Ao controlar as finanças, funcionários e estoques em que é realizado somente o apoio através de planilhas no computador, o risco pode ser muito maior. Os recursos disponibilizados com o Excel, OpenOffice ou Google Spreadsheets são muito utilizáveis e apoiam avaliações essenciais. Mas, caso tudo dependa disso, as estatísticas caminham sob esses arquivos, sendo copiados, colados e modificados reiteradamente. Por isso, a visão fica totalmente prejudicada.

Em qualquer dessas situações, pode-se imaginar o impacto que a ausência comunicativa dos sistemas pode causar. Portanto, é muito válido que exista um único sistema para a integração de todos os setores, de forma a promover um verdadeiro trabalho de equipe entre as áreas.

Ele mantém todas as estatísticas registradas, baseando-se neles para um melhor trabalho, proporcionando o produto que mais vendeu, os melhores clientes do negócio, momento anual em que os produtos foram vendidos em maior número, etc.

Ha um elemento correspondente aos requisitos do mercado. Para um destaque em relação às outras e a conquista de seu espaço, as empresas necessitam de competitividade e gerenciamento de modo adequado dos recursos, estatísticas e processos. O objetivo, por vezes, está em retenção e uso de dados, de maneira a formar diferenciais, disponibilizando agilidade aos clientes e tornando os procedimentos mais burocráticos e operacionais muito mais simples.

Quais ferramentas e módulos são disponibilizados ?

Os empreendedores estão sujeitos a diversos modos de organização, principalmente, em início de abertura de empresa. Entre as metodologias mais simples estão as planilhas eletrônicas e cadernos de anotações. Entretanto, existe um momento em que isso deixa de ser suficiente. Quanto mais a empresa cresce e se desenvolve, também aumenta o volume de operações e dados, assim como a possível necessidade de contratação de mais servidores.

Dessa forma, promover uma adaptação do negócio já no começo dele, é uma forma eficiente e moderna de gestão. A adoção de boas práticas e procedimentos experientes auxiliam o molde da cultura da empresa, priorizando informações gerenciais e dados precisos.

Um sistema gestão integrado, de forma geral, tem a inclusão de módulos de controle de finanças, em que há a possibilidade de acompanhar contas a serem pagas e a serem recebidas, fluxos de caixa, despesas e outros diversos pontos relevantes para a compreensão das finanças da empresa, e o conhecimento em tempo hábil do seu financeiro.

Outro módulo que está disponível de forma frequente é o de controle de vendas ou serviços. Através dele, o dono da empresa consegue uma organização e acompanhamento maior de seus procedimentos de venda, desde os primeiros passos do comercial até ao fato de emitir a nota fiscal eletrônica. Também pode-se providenciar a emissão de boletos e gerenciamento de vendedores, comissões de equipes de vendas, clientes e organização orçamentária, ou seja, a administração de todos os procedimentos em relação a vendas.

Ferramentas como controle de estoque trazem detalhes sobre aquilo que entra e sai do negócio, com a garantia de acompanhar o estoque do abastecimento de mercadorias, a fim de auxiliar a empresa a não perder vendas, e ainda gerenciar as notas fiscais, transportadoras e aqueles que fornecem os produtos.

Os dados podem estar em conjunto num módulo ou ser uma ferramenta distribuída em todos os outros, por se tratarem de um recurso que favorece o diagnóstico e as devidas tomadas de decisão.

Um software integrado otimizado é versátil para o atendimento dos critérios necessários diversificados, até porque cada negócio possui suas próprias características. Há a possibilidade de usar somente as funções que têm sentido para o ato de gestão, de acordo com o tipo de atividade ou o grau de maturidade da equipe em questão. Ao passar do tempo, com outras demandas aparecendo, é possível ativar outros módulos, sem a demanda de investimentos elevados.

Quais os benefícios de um ERP?

Um ERP consegue abranger, desde o planejamento até o monitoramento de resultados organizacionais, relacionamentos com clientes e aos que fornecem os produtos. Cada empresa tem suas particularidades e, de forma geral, não sofrem com as mesmas dificuldades, mas é importante seguir práticas que aperfeiçoem todas as áreas pretendidas.

A prática em relação a cobrança e fechamento do mês

A emissão de uma nota fiscal eletrônica, de produto ou serviço, não é assim tão dificultosa. A associação de documentação fiscal gerada a um requisito ou contratação já é um pouco mais difícil. Ao passo que as vendas ou quantidade de atendimento aumentam, maior se torna administração do fechamento e das cobranças. Recursos como a utilização de boletos bancários, encaminhados de forma automática, a contar a nota fiscal, com baixa, conforme se disponibilizem os pagamentos é uma prática viável.

A prática em relação a ausência de controle de caixa

Quando não se tem um acompanhamento por sistema, ocorrem atrasos e, por vezes, falta de dinheiro em caixa. É importante estar a par das entradas e saídas relacionadas ao setor financeiro, a fim de que não haja prejuízo ou juros dos bancos. Controlar o fluxo de caixa integrado a conciliação bancária do extrato da conta promove uma projeção automática dessa situação e, consequentemente, em uma antecipação das ações para que se evitem prejuízos.

 

A prática em relação a contratação desorganizada ou pedidos

Todas as contratações contemplam uma pasta suspensa, armazenado no arquivo morto do negócio, e uma planilha com os dados essenciais de cada um deles. A ausência de clareza sobre datas, escopo e pedidos relacionados a cada contratação prejudica a gestão de diversos negócios. Os módulos de controle de contratações promovem a organização e agilidade de atitudes em relação a vencimentos e cobranças, e evitam o risco de extraviar o arquivo com todos dados porque o computador pifou.

A prática em relação ao lucro e rentabilidade de clientes

Quais produtos ou serviços disponibilizam uma margem maior de lucratividade e ainda de uma rentabilidade maior? Se a resolução não é tão simples, é importante que se comece a refletir sobre os dados a seguir: gastos relacionados aos procedimentos ou a própria produção, gastos com investimentos e marketing, gastos fixos com despesas e variáveis do negócio, gastos com mão-de-obra, etc. Se todos eles estiverem devidamente organizados em lugares específicos separados, a consolidação da avaliação será dificultosa. Entretanto, os módulos que se interligam uns aos outros, promovendo a troca de cifras e informações aumentam a celeridade em se obter relatórios, por cliente, produto, central de custo ou de acordo com os critérios necessários.

A prática em relação a alterações na lei

As mudanças na legislação são fatores de atenção para todos os negócios. Em determinadas situações, elas são grandes chances ou ainda grandes ameaças. Um dos sistemas na nuvem, contratado como serviço, tem atualização assídua, e consegue adequar-se as modificações da lei. Novos requisitos, como o encaminhamento de documentação digitalizada, ou ainda o registro em boletos bancários tem complementos e implementação nesse processo dinâmico.

A prática em relação aos impostos

O sistema brasileiro de tributos não é dos mais simples, de fato. Mas o fator de dificuldade em questão a isso não é exatamente o fato do pagamento de impostos, uma obrigatoriedade de qualquer empresa. A questão é ter certeza de que o valor a ser pago está de acordo. É necessário ter em mãos os valores de base de cálculo, em relação ao faturamento, ou quaisquer referenciais. Um sistema de gestão disponibiliza a organização desses dados e calcula de forma automática o que deve ser repassado ao governo.

 

A prática em relação às informações perdidas

É possível perder ou confundir arquivos que são compartilhados em redes locais de computadores ou que estão circulando em diversas versões, em trocas sem fim de e-mails. Ao trabalhar sobre um sistema desatualizado é claro que isso pode gerar um relatório cheio de erros. Enquanto estiver na nuvem, o sistema disponibiliza ferramentas de segurança para a proteção da empresa contra invasões de crackers e o uso indevido dos dados, controle de acesso, históricos de utilização e backup das informações.

A prática em relação a falta de comunicação

Por vezes, pode até parecer que os informativos nem chegaram de um setor para outro no negócio. Em outros momentos, tem-se a impressão de que até ocorreu o repasse da informação, mas não atingiu a outros funcionários. Essas ditas falhas comunicativas sempre serão um desafio a ser confrontado. Entretanto, ao utilizar sistemas isolados, é possível que o efeito seja ainda maior. Se, contraposto a isso, o procedimento de faturamento obter as informações do  estoque e compras, ele promove um avanço natural, sem a necessidade de que alguém reforce o detalhamento de um novo pedido.

 

Em que momento é importante o investimento em um ERP?

Estudos divulgam que, armazenadas as proporções de cada empresa, há a possibilidade de ter até 32% de diminuição nos estoques e de 14% nos gastos com tecnologia da informação. Acrescido a isso, a produção pode aumentar até 26%, a gestão dos caixas se aperfeiçoa e as receitas e lucratividade aumentam 11%, o transporte e a logística também ganham 9% de aperfeiçoamento e a pontualidade na entrega cresce 6%.

Muitas pessoas que administravam seus negócios no papel e planilhas, que aderiram ao ERP passaram a ter gastos menores de tempo com o sistema de gestão e ainda diminuir os erros. O fato é que não importa o tempo em que está no mercado, mas a organização de seus procedimentos e dados para que sua gestão cresça.

Quiropraxia Campo Grande MS – Acabe com a suas dores em menos de 3 sessões

Em busca de um quiropraxista em Campo Grande-MS? Você chegou ao lugar certo! Neste artigo vamos falar sobre como escolher o profissional ideal para cuidar das suas dores

Quiropraxia Campo Grande MS

A primeira dúvida que várias indivíduos precisam estar se fazendo é: O que é Quiropraxia? A organização Mundial de Saú de classifica-a como uma profissão que possui função de descrever, alimentar e a proteger-se quadros de desordens do sistema neuro-músculo-esquelético.

Pode ser que você esteja se perguntando o acepção de neuro-músculo-esquelético. Segue abaixo a definição:

Neuro – Sistema nervoso

Músculo – Sistema muscular

Esquelético – Ossos

De uma maneira bem resumida, há uma utilização de técnicas manuais que visão ajustar e / ou adulterar as articulações com ênfase nas sub-luxações. A interação entre a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, além das funções coordenadas pelo sistema nervoso alicerçam a essência da Quiropraxia.

A essencial diferença da Quiropraxia para os demais tratamentos é a não utilização de remédios e / ou quaisquer procedimentos cirúrgicos.

Para que serve a Quiropraxia?

Como aludido antecedentemente no texto, a Quiropraxia possui o propósito de proteger-se e alimentar as lesões no sistema neuro-músculo-esquelético. Precisamente por isto, incluem-se as exigências do corpo como, por adágio:

Dores no ciático

Dores na bacia

Dores no pescoço

Dores nos ombros

Dores nas costas

Dores no braço

Dores no anca

Dores de cabeça e dor de cabeça intensa

Clínica de Quiropraxia Campo Grande-MS

Neste ponto há semelhança com mais tratamentos, no qual o cliente busca o profissional e relata todos os complicações ou desconfortos, a partir daí o profissional analisa os vestígios dados pelo paciente para achar a pleito do dificuldade, evitando alimentar somente os sinais localizados.

No primeiro hora ocorre à realização da investigação que é ensejo pelo profissional, ele utiliza vários mé todos físicos para incentivar vários ajustes nas articulações do paciente.

No de acordo com hora, porém apenas em alguns casos, o profissional indicará uma série de exercícios específicos para incentivar uma adiantamento na reabilitação.

No hora final são passadas muitas orientações ao cliente, visando uma educação e potencializando o inclusive para os benefícios abiscoitados e gerados ao longo a prática e tratamento através da Quiropraxia.

Clínica de tratamento com quiropraxia

Como já foi possível reparar, o tratamento pela Quiropraxia aborda áreas e regiões bem delicadas de nosso corpo como coluna, pescoço, costas e outras articulações em maior parte. Sendo dessa maneira, torna-se bastante fundamental que busquem constantemente profissionais especializados. Observe se o inclusive é agregado à ABQ (Associação Brasileira de Quiropraxia).

Nos EUA e Canadá esta profissão já é regulamentada, situação que também não ocorre no Brasil, porém há 2 bens que são reconhecidas pelo MEC que ofertam esse curso de maneira ção.

Acabando nosso texto desejaremos dizer que a Quiropraxia realizada por profissionais de qualidade, sem dúvidas possui o potencial necessário para alimentar e proteger-se vários tipos de dores.

Dessa maneira como já foi mencionado, inclusive sem a utilização de remédios ou procedimentos cirúrgicos, é uma ferramenta poderosa para a prevenção e manutenção de uma ótima saú de. Lembrem-se constantemente de acudir-se uma ótima Qualidade de Vida.

Para mais informações sobre Quiropraxia Campo Grande MS ligue no número: