MEI pode emitir boleto bancário

Você já parou para pensar se o MEI pode emitir boleto bancário para recebimento de suas vendas e/ou serviços? Muitas pessoas têm essa dúvida e se essa também é a sua então a resposta é sim.

Por que utilizar o boleto bancário?

Muitos microempreendedores preferem emitir o boleto bancário para receberem o devido pagamento de seus clientes. Mas porque será que ele pode trazer tantas vantagens? Primeiramente o boleto bancário é um dos meios mais seguros, fácil e muito mais rápido.

Ou seja, com ele você pode evitar cair em muitas ciladas e garantir o recebimento do dinheiro devido de forma mais ágil.

Como emitir o boleto?

Todos os dias muitos microempreendedores individuais buscam a emissão de boletos para facilitar os seus negócios. E para poder formulá-lo é muito fácil! É necessário ter uma conta corrente habilitada para o tal fim e pronto.

Para isso, você deve ir até a sua agência bancária e pedir para que o gerente prepare a cobrança por meio de boletos em sua conta.

O que é um boleto bancário?

O boleto bancário funciona como uma espécie de instrumento de pagamento. De acordo com os seus serviços e/ou venda de produtos, você irá gerar o boleto de acordo com o valor devido, entregar ao cliente e solicitar o pagamento mediante a data de vencimento descrita no documento.

Assim, o cliente deve buscar pagar até a tal data em diversas agências, lotéricas e demais lugares aceitáveis.

Conheça os tipos de boletos bancários

Hoje em dia existem dois tipos de boletos bancários, entre eles o avulso e também em formato de carnê, veja quais são as diferenças:

Boleto avulso: este é o mais comum e utilizados pelos microempreendedores individuais. Ele é ótimo para ser usado para fazer as mais diversas cobranças de forma separada.

Boleto em formato carnê: já este modelo é o mais empregado para a cobrança de mensalidades.

Dica

A internet realmente veio para facilitar as nossas vidas e inclusive até mesmo no que se trata de criação de boletos bancários. Hoje em dia para quem deseja fazer cobranças com phentermine qualquer tipo de boleto, seja o avulso ou o em formato de carnê, existem diversos programas especializados em emissão de boletos bancários. Alguns são pagos e outros são gratuitos.

Seja um empreendedor de sucesso

Ganhar o próprio dinheiro por mérito individual é mesmo uma realização para milhares de microempreendedores ao redor do mundo. Mas para isso continuar dando certo existem várias táticas infalíveis, vou te mostrar as principais:

– Seja criativo: hoje em dia no universo dos negócios existem muitas cópias de produtos e/ou serviços. Caso queira ser um diferencial no mercado, comece a pensar em novas técnicas e táticas. A dica é melhorar aquilo que já existe e acrescentar uma pitada de inovação.

– Planejamento é a chave do negócio: planejar antes de qualquer coisa é a certeza de não colocar os burros na frente dos bois. Pense em tudo, desde pequenos detalhes até os mais decisivos.

MEI precisa de contador?

Nos dias de hoje o sonho de se tornar um micro empresário está crescendo entre as pessoas e claro, se tornando realidade. Mas, esse ramo ainda é alvo de muitas dúvidas, e portanto, neste texto eu vou te esclarecer uma das indecisões mais cruéis: MEI precisa de contador? Além disso, vou te mostrar como manter o controle sem um contador e muito mais. Confira tudo isso agora mesmo!

O que é ser um MEI?

A sigla MEI significa nada mais e nada menos do que “microempreendedor Individual”. Esta é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como um pequeno empresário.

Atualmente cada vez mais essa vem se tornando a realidade de muitos empreendedores, seja porque sonham em ter o próprio negócio, desejam faturar mais ou ainda estavam insatisfeitos com o trabalho anterior e deseja arriscar na vida com algo por conta própria.

Para se tornar este microempreendedor individual, é necessário alguns requisitos como principalmente o de faturar no máximo até R$ 60.000,00 por ano e ainda também não é possível ter a participação em outra empresa como sócio ou titular.

Porém, uma dúvida que surge é a respeito da necessidade ou não do contador, confira comigo no próximo tópico.

Sou MEI, preciso de contador?

Esta realmente é a dúvida de muitos empresários por ai. Então se você respondeu que não há necessidade, você acertou! Se você é MEI, não existe a obrigatoriedade e também não é preciso ter um contador, embora se você desejar poderá ter.

Caso queira, é muito importante e também fundamental ressaltar que existem alguns benefícios, entre eles, como o de distribuir lucros isentos de IRPF acima do limite de presunção.

Mas, o fato é que você não precisa necessariamente de um contador. Isso porque, de acordo com a Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, que fala sobre o microempreendedor individual, contando com os seus direitos e deveres, phentermine o microempresário dessa categoria não é obrigado a contratar o escritório de contabilidade. E, além disso, ele ainda pode até mesmo ser totalmente dispensado da contabilidade formal, não precisando escriturar nenhum livro.

Sendo assim, quem é MEI não deve trabalhar de maneira desorganizada, pois é fundamental saber manter o controle do que compra, vende e ainda quanto está ganhando com seus serviços.

E ainda é também muito importante aprender a se manter na categoria de MEI, contando com o respeito ao limite de faturamento. Para este controle, é fundamental usar uma planilha fluxo de caixa para que assim você possa observá=lo da melhor forma possível.

Sem contador – como manter o controle?

Agora que você já sabe que um MEI não precisa de contador, é muito importante saber ainda que é preciso manter em arquivo as notas de compra de mercadorias, documentos do empregado contratado, se tiver, e ainda o canhoto das notas fiscais que emitir. Dessa forma, o MEI deve manter uma contabilidade informal.

Na realidade, essa pequena necessidade de organização é utilizada para o benefício do próprio MEI, sendo que o mesmo poderá ter um maior controle com as finanças de sua atividade e também sobre seu faturamento efetivo.

Espero que tenham tirado suas dúvidas sobre o tema  “MEI precisa de contador”. Qualquer outra dúvida é só deixar na nossa seção de comentários!

MEI pode ter empregado ?

Hoje em dia é cada vez mais comum conhecermos microempreendedores MEI. A busca por uma oportunidade melhor no mercado de trabalho faz com que muitas pessoas busquem uma jornada de empreendedorismo.

Mas ao longo desta caminhada surgem diversas dúvidas como, por exemplo, se o MEI precisa ou pode ter um empregado. Neste artigo eu vou esclarecer todas as dúvidas a respeito do assunto e dar várias dicas para construir uma carreira de muito sucesso. Veja!

MEI pode ter empregado?

O microempreendedor Individual (MEI) pode sim ter um empregado ganhando até um salário mínimo ou então o piso salarial correspondente a profissão. Para isso, é necessário que o preencha a Guia do FGTS e Informação à Previdência Social (GFIP) que deve ser entregue até todo o dia 7 de cada mês. Essa inscrição é por meio de um sistema chamado Conectividade Social da Caixa Econômica Federal.

Depois de preencher e entregar a GFIP, o profissional precisa depositar o FGTS. O valor é calculado em base de 8% de acordo com o salário do empregado. E ainda é necessário realizar o recolhimento de 3% desse valor para a Previdência Social.

Com o recolhimento, o empreendedor individual vai conseguir se proteger contra reclamações trabalhistas e o seu funcionário ainda vai obter direito a todos os benefícios previdenciários, como a aposentadoria, seguro-desemprego, auxílio por acidente de trabalho, doença e também a licença maternidade.

Todas as contas necessárias para esses cálculos são feitas de maneira automática através do sistema GFIP. Ele precisa ser baixado na página da Receita Federal na aba de download de programas. O valor total do empregado para o empreendedor é em média de 11% conforme o salário, ou em torno de R$ 86,68 caso o empregado ganhe um salário mínimo.

O cálculo é sempre realizado com base no custo do salário multiplicado por 3% que é a parte do empregador e também por 8% que se refere a parte do empregado.

Como ser um microempreendedor de sucesso?

Ser dono do próprio negócio e poder colher muitas coisas boas no futuro do empreendedorismo é o sonho de muita gente. Mas para trilhar esse caminho próspero é necessário refletir quanto algumas questões.

Há muitas dicas que vão te ajudar a entrar nessa jornada mais preparado, e se você já faz parte dela, então se prepare para melhorar o que precisa e continuar fazendo bem o que já está bom, veja:

– Busque novas metas: quem é empreendedor de verdade sabe que se estagnar é a pior coisa. Buscar fazer coisas novas, aderir a outros métodos e técnicas de venda é muito bom. Afinal, você só vai saber se algo pode dar certo ou não quando tentar. E o mercado precisa de coisas novas, portanto, use e abuse da sua criatividade.

– Qualidade 100%: é óbvio que nada é perfeito, não é mesmo? Mas podemos tentar nos aproximar ao máximo da perfeição quando o assunto é sobre a qualidade do atendimento, produtos e serviços.

Como emitir nota fiscal MEI

Se você já se tornou em MEI (microempreendedor individual) ou está pensando em fazer parte desse grupo de negócios, então com certeza já deve ter tido ou têm várias dúvidas a respeito. Afinal, é totalmente normal querer saber várias coisas para que o seu negócio entre no mercado de trabalho dando muito certo.

E uma das maiores dúvidas é sobre como emitir nota fiscal MEI. Será que é obrigatório? E se for como fazer? Bem, neste artigo eu vou te contar tudo sobre a relação da emissão de nota fiscal com o Micro Empreendedor Individual.

Além disso, você ainda vai ficar por dentro de como se tornar um microempreendedor de muito sucesso. Gostou? Então confira tudo isso e muito mais agora mesmo, veja:Watch movie online John Wick: Chapter 2 (2017)

MEI: precisa emitir nota fiscal?

Muitos microempreendedores individuais que estão entrando nesse novo modelo de negócio se perguntam se há a necessidade da emissão de nota fiscal. E se você acha que não é obrigatório em partes, então você acertou! Dizemos em partes porque para determinadas vendas todo MEI precisa sim emitir a nota fiscal e já para as demais não. Veja:

Pessoas jurídicas e órgãos públicos: toda venda de prestação de serviços a pessoas jurídicas ou órgãos públicos precisam sim da emissão da nota fiscal.

Pessoa física nesse caso não há a obrigatoriedade da emissão de nota fiscal, exceto se o seu consumidor exigir. Além disso, na hipótese de o MEI também querer por vontade própria realizar a emissão, não há problema.

Como emitir a nota fiscal?

Para emitir a nota fiscal para o MEI é muito simples. Você deve ir até a Secretaria de Fazenda do Estado ou também do Município e solicitar a Autorização de Impressão de Nota Fiscal – AIDF. Logo em seguida, é necessário procurar uma gráfica para a elaboração de seu talão de notas fiscais.

É importante saber que todo MEI pode realizar a solicitação às Secretarias de Fazendas, Estadual ou Municipal a emissão de Nota Fiscal Avulsa e/ou Nota Fiscal Avulsa Eletrônica sempre que necessário, caso ainda não tenha autorização para emissão dos talões próprios de Notas Fiscais.

Quero ser um MEI de sucesso, como chego lá?

Ser um microempresário e garantir a renda do mês por mérito próprio é o sonho de muitas pessoas. Hoje em dia temos uma estatística de que muitos empreendedores resolveram ter o negócio próprio por vários motivos, inclusive a insatisfação do emprego anterior.

Portanto, nada melhor que com o próprio negócio, essa insatisfação mude e vire claro, sem dúvida alguma uma grande satisfação. Mas para isso também é necessário pensar em alguns detalhes.

Você vai conferir agora dicas de como ser um MEI de muito sucesso!

– Faça planejamento e crie metas de pequeno, médio e longo prazo;

– Trabalhe com produtos e/ou serviços de qualidade;

– Respeite funcionários e seus clientes;

– Tenha ética profissional;

– Treine seus colaboradores;

– Seja disciplinado e regrado com horários;

– Pague bem (afinal essa pode ser a chave da motivação);

– Trabalhe mais feliz;

Espero que tenha gostado destas dicas sobre Como emitir nota fiscal MEI, qualquer dúvida é só deixar na nossa seção de comentários!

Certificado digital para MEI

Com o passar dos tempos vem aumentando cada vez mais o número de pessoas que estão aderindo ao modelo microempreendedor, ou seja, estão se tornando um MEI. Mas ainda há muitas dúvidas que circulam entre esse universo, como, por exemplo, ser necessário tirar o certificado digital.

Isso é o que você vai conferir neste texto, além de dicas para se tornar um excelente microempreendedor. Confira tudo isso e muito mais agora mesmo, veja:

Sou MEI, preciso de certificado digital?

Essa é uma das dúvidas que surgem ao se tornar um microempreendedor, e a resposta é não. Não é totalmente necessário tirar o certificado, caso não queira. Existe inclusive uma lei para isso, de acordo com o artigo 102 da Resolução nº 94/2011, afirma que:

Art. 102. O MEI não estará obrigado ao uso da certificação digital para cumprimento de obrigações principais ou acessórias, bem como para recolhimento do FGTS. (Lei Complementar n º 123, de 2006, art. 26, § 7 º).

Para que serve o certificado digital?

O certificado digital para MEI é na verdade como se fosse um documento de identidade eletrônico que é utilizado para vários tipos de transações. Existem no mercado algumas empresas que são obrigadas por lei a tirarem esse tal certificado, porém não é o caso do MEI.

Pois quem é MEI não tem a obrigatoriedade de realizar a certificação eletrônica, mesmo que tenha funcionário contratado ou ainda que venha a prestar serviços e/ou vender para órgãos públicos.

Dessa forma, se quiser o certificado digital por algum motivo, o MEI pode sim tirá-lo.

Como tirar o certificado?

Para conseguir o certificado digital é necessário realizar alguns passos. O interessado precisa escolher uma das Autoridades Certificadoras Habilitadas ou então acessar diretamente a página da Autoridade Certificadora Habilitada pela RFB, na Internet, para o preenchimento e envio da solicitação e-CPF ou e-CNPJ.

Os preços destes serviços variam e devem ser conferidos junto às Autoridades Certificadoras Habilitadas.

4 dicas para ser um microempreendedorde sucesso

Quem adere a essa carreira deseja crescer e ganhar muito sucesso. Por isso é fundamental conquistar quatro passos muito importantes, veja:

1 – Planejamento: empreendedor sem planejamento não existe. Comece a pensardesde a decoração até a quantidade de funcionários necessária, mãos de obra e muito mais.

2 – Investimento: para muitos microempreendedores investir é algo difícil, principalmente no começo que costumam não ter o dinheiro suficiente. Mas para crescer no mercado é necessário de investimento. Hoje em dia você pode realizar empréstimos ou demais negócios que vão render bons lucros no futuro.

3 – Comparação: para ter sucesso no mercado é preciso analisar todos os seus demais concorrentes. Você deve modificar as coisas erradas e melhorar as coisas certas. Essa é a dica para quem quer alcançar bosn resultados e dobrar o número de clientes.

4 – Qualidade: ninguém quer comprar ou adquirir algum produto e/ou serviço de padrões baixos. A qualidade é um dos fatores decisivos no seu negócio e também tem tudo a ver com cordialidade de funcionários para os clientes.

[nome]
[nome]
[email]
[email]
[submit]
[submit]
[submit]
[submit]
[formId]
[formId]
[return]
[return]
[formName]
[formName]