Como montar um Salão de Beleza de Sucesso em 10 Passos

Salões de beleza oferecem serviços que são considerados de primeira necessidade para a maioria das mulheres que não dispensam cuidados com a aparência.

Quando bem administrado e planejado, um salão de beleza tem todas as chances de se tornar um negócio rentável e de sucesso.

Além disso, hoje também existem salões que oferecem diversas opções a diferentes públicos, o que faz com que o mercado se torne cada vez mais segmentado.

Embora a maioria da clientela continue a ser mulheres que não dispensam cuidados com a aparência, já existem opções tanto especializadas (spas, clínicas de estética, espaços de depilação), quanto diversificadas (barbearias temáticas, salão para crianças, espaços teen).

Isso porque, mesmo no meio de uma crise, continua sendo um mercado promissor:

O Brasil está classificado como a 7ª maior economia do mundo, e no quesito “beleza”, ele sobe de posição: é o 3º maior mercado de beleza do mundo.

Em pesquisa recente, 66% dos entrevistados consideraram que cuidar da beleza não é um luxo, e sim uma necessidade – somos, por essência, um povo muito preocupado com a imagem.

Dados do IBGE confirmam essas percepções: Os gastos com beleza movimentam mais dinheiro que setores como Educação e Alimentação.

Ou seja: Existem excelentes oportunidades pra quem deseja montar um salão de beleza.

Quem planeja montar um salão de beleza, no entanto, deve estar atento a vários detalhes, garantindo que seus clientes estejam sempre satisfeitos.

Se você quer montar o seu próprio salão mas não sabe por onde começar, recomendamos o Guia Completo de Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso, que ensina como fazer todo o processo do zero, passando por toda a parte de planejamento e montagem do salão, até a operação efetiva e o atendimento dos clientes.

>>Quero ter Acesso ao Guia “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso”<< Clique Aqui

 

Separamos abaixo os principais passos que devem ser observados por quem deseja entender como montar um salão de beleza. Confira!

 

 

1. ANTES DE TUDO: PLANEJAMENTO

Assim que decidir abrir um salão de beleza, elabore um plano de negócios com todos os detalhes e características que você pretende atribuir ao executar e gerenciar o negócio.

Este recurso vai contribuir para a melhor organização e controle de despesas no início de seu investimento.

Além disso, no planejamento, leve em consideração os fatores aluguel, compra de equipamentos e produtos, além da possibilidade de contratar funcionários.

Planejamento Salão de Beleza

Tenha em mente que será preciso investir um bom dinheiro para dar início ao negócio, isso sabendo administrá-lo mantê-lo funcionando nos primeiros meses. Pesquise quanto será necessário gastar para montar um salão de beleza e planeje estes gastos.

Se você não tem dinheiro para investir na abertura do seu salão, existem linhas de crédito específicas para novos negócios no mercado.

Mas fique atento: as taxas de juros variam muito de um banco a outro, e é importante considerar todas e escolher uma que não levará você a se comprometer.

Elaboramos um livro digital com uma cartilha específica sobre isso, que explica quais são as melhores opções disponíveis hoje e o que fazer para consegui-las.

Através dele, você terá acesso às melhores condições para que não caia em uma dívida que não possa saldar.

>> Confira a apresentação oficial do Livro “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso” <<

 

Outra coisa importante do planejamento é tratar seu salão como uma pequena empresa regularizada. Mesmo que exista muita burocracia, é a atitude correta para quem quer evitar problemas legais. Cadastre-se como microempresa (ME) ou Empresa de pequeno porte (EPP).

Além disso, é preciso conhecer os salões de beleza que já estejam bem estabelecidos junto ao público-alvo semelhante ao que se pretende atender. Visite-os como cliente e observe quais são os detalhes que os tornam bons e onde estão as suas falhas, para ter uma noção do que oferecer aos seus clientes. Em seguida, você poderá usar o que dá certo e melhorar o que não funciona tão bem.

Elaboramos um livro digital no qual contamos passo-a-passo como fazer para elaborar seu planejamento, acessar as melhores condições de financiamento e, de quebra, um material exclusivo sobre como superar a concorrência, além de mais alguns bônus especiais.

Quer saber mais?

>> Confira a apresentação oficial do Livro “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso” <<

 

2. QUAL O MELHOR PONTO PARA UM SALÃO DE BELEZA? DEFININDO A LOCALIZAÇÃO

Ao escolher o ponto para montar um salão de beleza, priorize uma localização conveniente, próximo a locais que possuam estabelecimentos que combinem com o nicho de seu negócio e possam atrair uma clientela semelhante.

Procure por locais de fácil acesso a estacionamentos e um ambiente de boa aparência.

Certifique-se de que o lugar possua todas as conexões necessárias para suas pias e outros equipamentos. Você pode ter que investir mais dinheiro em reformas.

Para ter maior segurança em sua escolha, converse com outros empresários locais e questione sobre os desafios que enfrentam na área. Pese os prós e contras antes de alugar o imóvel.

 

 

3. O QUE COMPRAR PARA O SALÃO DE BELEZA

Ao adquirir os equipamentos do salão, é possível comprar novos ou usados. Se optar por usados, confira as condições de uso e certifique-se que está tudo perfeito.

Antes de ir as compras, faça uma lista de tudo que precisa e programe seu orçamento. Planeje também a estrutura de seu salão de acordo com o tamanho do espaço. Quantas pias, cadeiras de corte, mesas de manicure, salas para outros serviços, como depilação, e procedimentos estéticos, serão necessários?

Quanto aos produtos que serão utilizados nos serviços prestados pelo salão: escolha-os com cuidado. Pesquise, junto a outros profissionais, quais são os que possuem melhor qualidade e aceitação junto aos clientes. Saiba que os preços variam, e os top de linha sempre custam mais caro. Adeque seus produtos ao perfil econômico de sua clientela, mas sempre prezando pelo máximo de qualidade.

Equipamentos Salão de Beleza

 

 

4. PENSE NO AMBIENTE IDEAL PARA O SEU CLIENTE

Este é um item bastante importante. Seus clientes veêm o ambiente como um local que irá proporcionar momentos de embelezamento e transformação.

Se o seu espaço parece monótono ou pouco convidativo, os clientes vão procurar um salão de beleza diferente.

Como Montar um Salão de Beleza

Decida sobre um esquema de decoração atraente, com  cores brilhantes e frescas. Invista em espelhos e iluminação de alta qualidade e iluminação que vão realçar o ambiente.

Ofereça meios de distração para as clientes que estão esperando por atendimento, como uma rede wi-fi, revistas e a televisão.

No E-book que citamos acima, separamos alguns tópicos só para falar sobre isso. Layout, esquema de cores, decoração…Itens importantes a serem considerados, e que fazem bastante diferença.

Você pode acessar o Livro Digital “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso” clicando no botão abaixo:

Ir para o Curso “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso”

 

 

5. DEFINA O PERFIL E O TAMANHO DA SUA EQUIPE

Caso seja necessário montar uma equipe, procure por profissionais experientes, ou então recém-formados, mas com muita vontade de aprender. Defina o perfil com o qual deseja trabalhar de acordo, também, com a sua disponibilidade para acompanhar e ensinar.

Certifique-se de contratar pessoas que possuam qualificação certificada em escolas de beleza.  Pesquise por suas referências e faça alguns testes.

Monte uma equipe diversificada, com profissionais habilitados em diferentes áreas, mas que também saibam fazer de tudo um pouco. No entanto, esteja atento às leis trabalhistas para não ter problemas legais.

É interessante definir de início quantos profissionais você precisará ter no seu salão. Isso lhe dará uma melhor noção dos serviços a oferecer e do dinheiro que precisará ser investido.

Pode ser apenas um, podem ser mais de dez – isso dependerá do porte do salão que você pretende abrir. De qualquer forma, será preciso fazer essa estimativa.

Além disso, é necessário conhecer algumas coisas sobre como funciona uma folha de pagamento e também definir uma porcentagem de comissões.

Falamos sobre o tamanho da equipe e o passo-a-passo desses detalhes também no livro digital  “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso”,  que elaboramos de forma bastante completa, com todos os tópicos importantes para abrir o Salão.

 

 

6. MONTE UMA LISTA DE SERVIÇOS

Cada salão tem um menu diferente de serviços para oferecer aos seus clientes.

Adapte o seu para as tendências atuais, bem como as habilidades que seus profissionais podem oferecer.

Serviços Salão de Beleza

Claro que tudo vai depender da estratégia que você decidir seguir, bem como o porte que você tiver definido para o seu salão.

Além de cortes básicos para mulheres, homens e crianças, você pode querer considerar oferecer os seguintes serviços: coloração; alisamentos e hidratações; manicure; depilação; serviços especiais (casamentos, formaturas, tratamentos específicos). Considere a adição de serviços estéticos faciais e corporais, ou massagens.

Agora, se a sua estratégia não tiver nada a ver com serviços para mulheres, sua lista de serviços deverá ser um pouco diferente. Pense em oferecer serviços especiais de tratamento de pele para homens, se tiver uma barbearia.

Ou mesmo cadeiras em formatos de naves e carrinhos e um salão temático, se seu nicho for voltado a crianças.

 

 

7. DEFINA SEUS PREÇOS DE FORMA REALÍSTICA

Ao montar o seu salão de beleza, você precisará definir os preços de todos os seus serviços.

Você precisará definir o preço dos seus produtos levando em conta dois fatores principais: O seu custo total por serviço, e o preço médio da sua concorrência direta.

Não esqueça de considerar no seu custo também os valores das comissões.

Se você está oferecendo serviços de alta qualidade e produtos caros, você pode colocar um preço a altura dos concorrentes que também fazem isso.

Se quiser, você pode começar com preços mais baixos, mas tome o cuidado de certificar-se de que ainda terá lucro.

Os preços também precisam cobrir as despesas do salão, como aluguel, funcionários, água, luz, entre outros.

No nosso livro digital, ensinamos a calcular todos os seus custos, colocar o preço certo nos serviços e também a lidar com o faturamento.

Explicamos isso com muito cuidado e detalhes, pois sabemos da importância de uma boa gestão financeira no salão. Para garantir excelentes resultados, também colocamos algumas ferramentas de controle de caixa para que você seja capaz de administrar tudo de forma completa e automatizada.

Sim, quero acessar o Livro Digital “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso”

 

 

8. HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO SALÃO

Os horários de funcionamento estão se tornando cada vez mais flexíveis. Alguns salões de beleza ficam abertos até tarde da noite, ou até mesmo o fim de semana inteiro.

A conquista por clientes muitas vezes requer tempo de trabalho mais flexível, fazendo com que o seu salão esteja mais acessível para as necessidades deles.

Muitas pessoas necessitam de salões que funcionem após o final do expediente de trabalho delas, pois é quando precisam se arrumar para ir a algum evento, ou então é o único tempo livre para esta atividade.

Se pra você fica difícil abrir o salão em horários estendidos sem a certeza de um cliente, pense em oferecer serviços fora de horário comercial somente com reserva antecipada. Se você conseguir fazer o cliente se sentir muito especial e bem cuidado, ele provavelmente retornará, assim como se tornará um cliente fiel e regular.

 

 

9. ANUNCIE SEU SALÃO DE BELEZA

Quando o salão estiver montado e pronto para o trabalho, é hora de começar a atrair clientes. Divulgue para seus amigos e familiares. Considere a contratação de anúncios em jornais locais, revistas e blogs.

Promova seu negócio nas redes sociais. Crie uma página no Facebook com informações sobre o seu negócio, e a atualize regularmente com notícias e promoções. Responda prontamente às reclamações quando elas ocorrerem.

Tenha em mente que, mesmo se você executar o seu trabalho perfeitamente, nem todos os clientes estarão felizes o tempo todo. Saiba gerenciar estas crises quando aparecerem nas redes sociais, oferecendo um serviço gratuito ou um reembolso, e jamais responda de forma agressiva.

Se possível, tenha uma página na internet. Um site elegante e moderno para o seu negócio vai construir uma melhor relação de confiança com os clientes, antes mesmo que eles entrem no salão.

 

 

10. FIDELIZE SEUS CLIENTES

Desenvolva formas de fidelizar seus clientes. Faça pacotes mensais com desconto, mostre disposição para fazer parcerias, peça brindes a seus fornecedores para distribuir aos clientes, trate-os pelo nome e desenvolva uma relação amigável com eles.

No nosso livro digital, mostramos diversos critérios pelos quais o cliente avalia um bom salão de beleza, e a partir daí você também poderá desenvolver suas próprias ideias.

Aliás, você sabia que um dos principais pontos considerados pelos clientes tem a ver com a higiene do salão?

Para garantir que você não fique pra trás em nada, fizemos uma cartilha especial com todas as normas da ANVISA para Salões de Beleza para que você não tenha nenhum tipo de problema com isso ao montar o seu salão de beleza, e nem perca clientes por um motivo tão básico.

Quanto aos outros pontos, você terá que dar uma olhada lá dentro, ok? 😉

Para acessar o livro digital, basta clicar no botão abaixo:

Quero acessar o Livro Digital “Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso”

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Esperamos ter ajudado você com as dicas de como montar um salão de beleza.

Se você quiser acessar mais técnicas, métodos e claro, alguns segredos, não deixe de acessar o nosso Livro Digital:

“Como Abrir um Salão de Beleza de Sucesso – Guia Completo”

Como Investir Certo e Montar uma Lanchonete de Sucesso

Se você está pensando em montar uma lanchonete e não tem ideia de por onde começar, vamos mostrar aqui neste artigo, de forma simples, como você poderá investir da maneira correta e aumentar muito suas chances de sucesso. Vamos lá?

Lanchonete

Veja também: Oportunidade de Franquia Digital permite empresários a terem seu próprio Netflix

O Mercado de Lanchonetes

Uma lanchonete tem um modelo de negócio baseado em produtos de alta rotatividade, ou seja, vende todo dia seus produtos.

Ao analisar o mercado brasileiro para montar uma lanchonete, percebe-se uma demanda crescente por esse tipo de empreendimento de alimentação. Isso se deve a um fato bastante reconhecido por estudiosos nos últimos anos:

A forte tendência de se alimentar fora do lar.

Dados da ABIA (Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação) mostram que hoje, o brasileiro gasta, em média, 30% do salário dele comendo fora de casa. Para fins de comparação, é mais do que ele gasta com o aluguel da própria casa.

É um mercado muito grande, que movimenta mais de 11 bilhões de reais por mês e atende mais de 200 milhões de consumidores.

Observe o gráfico abaixo.

Em 2016, o setor continua crescendo, o que o torna um dos poucos negócios recomendados para se investir.

O que acontece é que as pessoas precisam, cada vez mais, comer fora de casa – seja por morar longe do trabalho, seja por ter menos tempo no dia-a-dia.

Gráfico Alimentação

Fonte: Exame.

Ou seja: Este é um mercado em crescimento, com excelentes oportunidades para quem quiser investir em um novo negócio.

No entanto, saiba que também é um mercado concorrido e, para se destacar, você precisará de uma boa estratégia para conquistar clientes fiéis.

Fazer um bom planejamento, conhecer seus clientes e analisar o mercado de alimentação são itens de extrema importância.

Estamos disponibilizando um material completo com o método ideal para começar e montar a sua própria lanchonete e ser bem-sucedido. Para acessar, basta clicar no link abaixo:

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

Quanto vale investir?          

O investimento inicial para montar uma lanchonete vai variar de acordo com a estrutura que se pretende montar, levando em conta itens como a localização do estabelecimento, os equipamentos e utensílios a serem adquiridos, o cardápio a ser oferecido e o porte da lanchonete.

Estima-se que o custo médio, de uma pequena lanchonete, seja de R$ 40 mil. Contudo, o retorno é rápido.  Como a venda dos lanches geralmente é realizada a vista e não há estocagem de muitos produtos para venda posterior, a movimentação de capital é alta. Essa é uma forte característica do setor de alimentação.

Caso você não tenha esse dinheiro disponível para montar uma lanchonete, existem opções de financiamento disponíveis para pequenos e médios empreendedores, com taxas de juros bem abaixo do que geralmente é encontrado no mercado.

Essas opções são disponibilizadas por programas de incentivo como o BNDES e também por alguns bancos, que enxergam nestes empreendedores um grande potencial.

O que poucas pessoas sabem é que essas taxas podem ser facilmente consultadas pelo site do Banco Central, e que é possível melhorá-las através de negociações e apresentação do projeto da lanchonete.

Explicamos o passo-a-passo de como fazer isso no E-book, e também disponibilizamos uma cartilha de instruções com informações sobre os financiamentos existentes no mercado para montar uma lanchonete.

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

5 Dicas Fundamentais para abrir sua lanchonete:

 

1. Coloque todos os Custos na ponta do Lápis

Custos Lanchonete

Antes de abrir a sua lanchonete, calcule os custos que você terá ao adquirir utensílios e equipamentos, alugar ou comprar um local, contratar funcionários e montar um estoque.

 

Esse tipo de controle logo no começo fará com que você tenha uma noção muito melhor da sua operação. No livro digital que citamos, incluímos diversas ferramentas de controle que facilitam o dia-a-dia da operação e também explicamos como calcular os custos, a diferença entre eles e como gerenciar o estoque.

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

2. Monte um cardápio enxuto

Já ouviu falar que quem quer fazer tudo, acaba não sendo bom em nada? Aqui, essa regra também funciona: Se você tentar servir uma variedade muito grande de produtos, alguns deles sofrerão na qualidade.

Ao montar sua lanchonete, pelo menos no começo, evite ter cardápios muito extensos, que exijam que você tenha um estoque caro e com itens de baixo consumo.

Ao invés disso, procure servir poucos itens, mas de excelente qualidade. Assim, você consegue atender muito bem e manter o custo baixo.

 

3. Estabeleça uma Relação de Confiança com os Fornecedores

Fornecedor Lanchonete

Essa é uma parte essencial para que você tenha uma lanchonete de sucesso. Seus fornecedores estarão diretamente ligados à satisfação do seu cliente, pois a disponibilidade e a qualidade dos seus produtos finais dependerão da sua matéria-prima.

Dessa forma, é muito importante que você tenha fornecedores de confiança, que estarão dispostos a te atender em casos de urgência e que entreguem produtos com um padrão de qualidade bem estabelecido.

 

4. Conheça seu Cliente

Saber quem são seus clientes antes mesmo de abrir seu negócio é muito importante. Afinal, é com base em informações como faixa etária, poder aquisitivo e estilo de vida dos seus clientes que você definirá coisas como localização e preço médio dos seus produtos, e também entenderá melhor seus hábitos de alimentação.

Em uma lanchonete, geralmente, seus principais clientes são os que estão nos arredores.

Para definir quem são, levante todo tipo de informação possível: São estudantes e recém-formados ou adultos com filhos? Eles residem ou trabalham por perto do seu estabelecimento?

Uma vez definidas as informações, muitas coisas ficarão mais claras.

No livro digital que falamos, existe um capítulo disponibilizado somente para essa parte, além de um material especial que você poderá preencher com todas as informações.

Para acessá-lo, basta clicar no link abaixo:

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

5. Invista em uma Fachada Bonita

Pode parecer meio bobo, mas acredite: Uma fachada bonita, bem-feita e bem colocada dá excelentes resultados, sim! Esse é o principal motivo pelo qual muitos negócios, inclusive franquias, investem nisso.

Uma boa fachada tem o poder de transmitir profissionalismo, boa higiene, gera curiosidade e consolida sua posição no mercado.

Basta pensar na diferença entre ganhar um presente embalado e outro “solto”, sem nada. A embalagem dá outra impressão. E a fachada é a embalagem do seu negócio.

Mesmo que você não seja do tipo de pessoa que liga muito pra presentes, é importante ter em mente que a “embalagem” causa sim um efeito visual muito forte.

Ao montar sua lanchonete, a fachada é o que irá gerar curiosidade e atrair as pessoas para conhecer seus produtos.

Se o seu orçamento estiver muito apertado pra fazer esse investimento agora, pense em alternativas, mas não abra mão de deixar o seu negócio visualmente atrativo.

 

Os 4 Principais Erros que as Pessoas cometem ao Montar uma Lanchonete

Agora, vamos apresentar aqui os 4 principais erros que as pessoas cometem e que podem acabar atrapalhando o bom andamento dos seus negócios e, em alguns casos, até mesmo gerando prejuízos.

Os 4 Principais Erros ao Montar uma Lanchonete

 

1. Pecar na Higiene do Local

Pode até parecer que não, mas acredite: o cliente repara na limpeza de todo o ambiente, da cozinha, dos pratos e da comida que está comendo. E basta um escorregão na higiene para que ele não retorne novamente.

Também, não é pra menos: Quando se trata de alimentação, é preciso ter cuidado.

Por isso, tenha bastante atenção neste quesito: Procure seguir todas as normas da ANVISA e, mais do que isso, faça o máximo para que o estabelecimento como um todo esteja sempre limpo e impecável.

 

No e-book que falamos acima, inserimos um manual com instruções de como seguir as normas da ANVISA e não ter problemas com isso – nem com clientes, nem com possíveis fiscalizações.

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

2. Abrir sem Nenhum Planejamento

Apesar de ser uma prática bastante comum, é um grande erro para quem deseja abrir um negócio.

Existem muitas pessoas que resolvem investir tempo e dinheiro em um projeto e “ver o que dá”.

Vamos direto ao ponto: Dá pra ter uma lanchonete de sucesso sem fazer nenhum tipo de planejamento? E a resposta é SIM, é possível

No entanto, o risco de não obter retorno e ter prejuízo é muito alto, pois não tem como administrar bem o negócio sem entender como funciona tudo, e onde fica o que.

Por isso, recomendamos que sempre seja feito um planejamento bem estruturado, e então as chances de sucesso serão muito maiores.

 

3. Não Treinar os Funcionários

Funcionários Lanchonete

Muitos donos de lanchonete acreditam que bastam contratar alguém para cozinhar e atender os clientes e o resto se fará sozinho. E é aí que perdem muitos clientes:

Hoje, o cliente está mais exigente e dará prioridade aos lugares nos quais se sente melhor atendido. E, mesmo que o seu funcionário seja esforçado, ele precisa de orientações para fazer um bom trabalho na sua lanchonete.

Portanto, um funcionário que seja treinado para atender da melhor forma, assim como um que entenda como fazer os pratos da maneira correta, são diferenciais importantíssimos, que lhe darão uma grande vantagem frente à concorrência.

Procure treinar seus funcionários para que saibam atender de forma ágil e educada, e seus clientes sempre se lembrarão do seu estabelecimento e retornarão satisfeitos.

No e-book que disponibilizamos, fornecemos um método para que você possa estabelecer um padrão de qualidade na sua lanchonete, tanto para os produtos que serão feitos na cozinha, quanto no atendimento.

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

4. Vender fiado

Lanchonete Cobrança

Ao montar uma lanchonete, muitas pessoas resolvem “anotar no caderninho” e deixar para o cliente pagar depois.

O problema, infelizmente, é que é muito comum que os clientes acabem não pagando depois, e o estabelecimento fique no prejuízo.

Hoje em dia, não há motivo para trabalhar dessa forma.

Ao abrir seu negócio, tenha uma máquina que aceite cartões de diversas bandeiras, e procure guardar moedas e notas de menor valor para garantir que sempre tenha troco para o cliente na sua lanchonete.

 

Conclusão

Montar uma lanchonete em 2016 pode ser um excelente negócio quando administrado de maneira correta. Ao fazer um bom planejamento e cuidar dos detalhes, as chances de ter um estabelecimento bem-sucedido são grandes.

Mesmo sendo um mercado concorrido, ainda há espaço para novos empreendedores que queiram trabalhar nesse ramo.

E aí, gostou das informações? Não deixe de conferir nosso livro digital e ter acesso ao material completo:

>>Clique aqui para acessar o E-book “Como Abrir uma Lanchonete de Sucesso”<<

 

Desejamos a você muito sucesso na sua jornada, e esperamos que tenha gostado do artigo.

Não deixe de dar sua opinião na caixa de comentários! 😉

 

 

 

Como abrir uma Casa Lotérica (Vídeo Aula Passo a Passo)

Para quem busca investir em um negócio com demanda garantida e possibilidades seguras de lucros, bribrir uma casa lotérica é uma opção bastante atrativa.

Veja também: Oportunidade de Franquia Digital permite empresários a terem seu próprio Netflix

Você pode assistir esta vídeo aula completa onde o Rodrigo Araujo explica o passo a passo de sobre como abrir uma casa lotérica:

 
como abrir uma franquia

Como ser um empresário lotérico

Ligadas diretamente a Caixa Econômica Federal (CEF), as Casa Lotéricas, além de ofertar jogos promovidos pela Loteria Federal, prestam serviços essenciais a todo público, como pagamentos de contas, depósitos e saques, de forma prática e rápida.

Somente com a autorização formal da CEF é possível abrir uma casa lotérica. Esta permissão ocorre por meio de processo licitatório baseado em editais, como um concurso público. Para participar, o interessado deve candidatar-se, apresentando uma proposta técnica. A CEF avalia a proposta levando em considerando, principalmente, aspectos de localização do ponto comercial e nível de escolaridade dos candidatos (a experiência comercial pode contar pontos neste quesito), entre outros.

O candidato escolhido deve preparar as instalações da nova casa lotérica conforme os padrões já estabelecidos, tal qual uma franquia. Estes aspectos envolvem desde a padronização da casa loteria até as considerações mais gerais. Para garantir o padrão da marca, o empresário lotérico recebe assessoria e orientação. Alguns equipamentos são concedidos pela CEF, sob o regime de comodato, sem custos para o investidor.

 Escolha o ponto ideal

O ponto comercial em que se pretende abrir a casa lotérica terá impacto direto no sucesso do negócio. Dê preferência a um local de fácil acesso e que possua grande fluxo de pessoas, principalmente próximo a lanchonetes, centros comerciais, lojas e supermercados, pois possibilita praticidade aos clientes. Por se tratar de um local em que há movimentação de grandes quantidades de dinheiro, opte abrir sua franquia lotérica em um ponto comercial que ofereça o máximo de segurança.

Observe se não há outras casas lotéricas por perto. Se houver, é preciso pesquisar se a região comportaria – teria publico – dois estabelecimentos. Coloque-se no lugar do cliente e imagine as condições que o fariam optar por usar o serviço de seu negócio, como segurança, estacionamento, condições do estabelecimento, mas não descuide dos pré-requisitos estabelecidos pela Caixa Econômica Federal.

Caso você pretenda abrir uma lotérica em uma região que já possua outra, faça uma pesquisa de campo, analisando os serviços de seus concorrentes em relação a itens como confiança agilidade, presteza, acessibilidade, entre outros. Pense em como pode aprimorá-los em seu negócio. Apesar de serem lojas bastante parecidas, é possível imprimir seu diferencial na qualidade de atendimento ao cliente, oferecendo o que os concorrentes não oferecem.

Investimentos e Lucros

O investimento inicial para uma franquia lotérica, exigido pela CEF, para uso da marca no ponto comercial é de R$ 30 mil. Este valor é referente apenas a compra da franquia. Os custos de contratação de funcionários, montagem da lotérica e manutenção estão por fora. Portanto, os custo inicial pode variar de R$ 60 mil a R$ 300 mil, dependendo do porte do estabelecimento. Estima-se que o retorno do investimento seja alcançado em 1 ou 2 anos após a sua abertura.

O lucro é tirado dos serviços prestados. O franqueado tem o retorno de 13% em cima dos jogos de loteria instantânea, 5% pela loteria federal, mais os lucros por cada conta paga, boleto ou saque bancário realizado na casa lotérica. O funcionamento do estabelecimento já é determinado pela CEF: das 8h as 18h, de segunda a sábado.

Para os interessados, é importante ficar atento as aberturas de editais para concessão de abertura de lotéricas. Acompanhe no site da CEF as aberturas de editais e demais informações importantes para se tornar um empresário lotérico.

Considerações finais – como abrir uma lotérica

Abrir uma casa lotérica pode ser uma ótima opção de investimento em 2015 mas existe apenas uma maneira de investir em casas lotérica com poucos recursos.

Assista agora o vídeo em que o Rodrigo Araujo preparou explicando porque a Técnica do Peixe Assado é o caminho mais barato e mais seguro para você começar a investir em franquias:


como abrir uma franquia

 

Para mais informações acesse:

http://ideias.me/qual-o-lucro-de-uma-loterica/

http://ideias.me/lotericas-a-venda/

[nome]
[nome]
[email]
[email]
[submit]
[submit]
[submit]
[submit]
[formId]
[formId]
[return]
[return]
[formName]
[formName]